Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 23 de April de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Casos de escalpelamento quase dobram no Pará em 2019

Por G1
Publicado em 27 de dezembro de 2019 às 10:03H

Compartilhe:

O Pará registrou um trágico aumento nos casos de um acidente que ocorre nos rios, em pequenas embarcações, atinge principalmente mulheres, e pode matar: o escalpelamento. Em relação ao ano passado, os registros quase dobraram no estado.

Em 2019, foram 12 casos de escalpelamento, segundo a Secretaria de Saúde do Estado (Sespa), cinco a mais que no ano passado. O caso mais recente aconteceu em Oriximiná, no oeste do estado. A vítima foi levada para Belém. O estado de saúde da criança, de sete anos, é estável. Katléia Melo de Andrade foi transferida de Santarém para Belém e está internada, desde quarta-feira (25), na Santa Casa.

A falta de fiscalização e de informação põem muitas vidas em risco nos rios. O motor da embarcação gira muito rápido e, sem a proteção obrigatória, é capaz de arrancar o couro cabeludo das vítimas em menos de um segundo. Foi o que aconteceu com a Katléia, em Oriximiná, na última segunda-feira (23). Ela viajava com a família.

Prevenção e controle:

Lei 11.970/2.009 obriga a instalação de uma cobertura nas partes móveis dos motores das embarcações para proteger os ocupantes. A Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos, oferece e instala gratuitamente a proteção do motor.

Recomendações aos usuários de embarcações:

– nunca arme rede ou sente de cabelos soltos perto do motor;
– prenda os cabelos, coloque um boné ou chapéu;
– evite usar colares ou cordões;
– mantenha as crianças sempre junto de você.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend