Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 31 de July de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Pará atinge a marca de 51 mil recuperados da covid-19

Por ORM
Publicado em 12 de junho de 2020 às 15:49H

Compartilhe:

O aposentado Emanuel Rezende de Oliveira precisou de 17 dias de internação, sob os cuidados da equipe médica e de enfermagem da Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, em Belém, para superar a Covid-19. Em casa desde o último dia 22 de maio, ele comemora o fato de nunca mais ter sentido nenhum dos sintomas que o levaram a buscar ajuda no início daquele mês. Ele é um dos 51.652 paraenses que já conseguiram vencer as consequências do contágio pelo novo coronavírus.

Hoje, o Pará tem 64.126 casos confirmados da doença, e 4.030 óbitos relacionados ao novo coronavírus. E foi com o objetivo de evitar tantas perdas irreparáveis que o Governo do Estado, ainda em janeiro deste ano, quando não havia casos confirmados no Brasil, começou a montar um plano de contingência para combater a doença, que se tornou uma pandemia. A execução das ações constantes do plano explica a atual tendência de queda na Região Metropolitana de Belém, tanto de novos casos quanto de ocupação de leitos hospitalares.

Medidas decisivas

Em poucos dias, assim que foi constatado o colapso da rede de saúde municipal na RMB, o governador Helder Barbalho determinou duas medidas decisivas para o processo de redução de doentes na região mais afetada pela doença no Estado. Antes funcionando de forma eletiva e com mais de 40 especialidades, a Policlínica Metropolitana, na capital, tornou-se uma porta aberta para o atendimento diário de pessoas com sintomas respiratórios leves e moderados a partir de 21 de abril, das 7 às 19 h.

A Policlínica oferta exames laboratoriais e de imagem, ajudando a desafogar o atendimento nas unidades municipais e na rede privada de saúde da RMB com o tratamento precoce da doença, impedindo uma futura internação. De acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), hoje a procura por atendimento na Policlínica é 24% menor do que na última semana de maio.

Serviço itinerante

O êxito do atendimento prévio ofertado pela Poli Metropolitana levou o Governo do Estado a criar uma versão “móvel”. A Policlínica Itinerante começou a funcionar em 14 de maio e já realizou mais de 20 mil atendimentos, beneficiando moradores de 20 municípios. A modalidade oferece triagem com profissionais de enfermagem, consultas, exames e entrega de medicamentos necessários à população, prescritos pelos médicos.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend