Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 23 de September de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Bolsonaro cobra transparência em atos passados de bancos públicos

Por r7
Publicado em 07 de janeiro de 2019 às 11:32H

Compartilhe:

Bolsonaro defende transparência em bancos públicos
Alan Santos/Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (7) que os atos do passado envolvendo os bancos públicos terão que “ser abertos ao público”. A declaração ocorreu durante a posse dos novos presidentes do Banco do Brasil (Rubem Novaes), Caixa Econômica Federal (Pedro Guimarães) e do BNDES (Joaquim Levy).

“Transparência acima de tudo. Todos os nossos atos terão que ser abertos ao público, o que ocorreu no passado também”, disse.

Bolsonaro acrescentou que “não podemos admitir em qualquer uma dessas instituições qualquer cláusula de confidencialidade pretérita”.

“Aqueles que foram a essas instituições, por serem amigos do rei, buscar privilégios… ninguém vai persegui-los, mas esses atos, ações e contratos tornar-se-ão públicos.”

Durante a campanha, Bolsonaro já havia defendido abrir a ‘caixa-preta’, principalmente, do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), responsável por financiar algumas obras de construtoras brasileiras em países como Cuba e Venezuela.

Verbas publicitárias

Os três bancos são grandes anunciantes da mídia brasileira e o presidente aproveitou a ocasião para dizer que “essas verbas publicitárias não serão mais privilegiadas”.

“Vamos democratizar as verbas publicitárias. Nenhum órgão de imprensa terá direito a mais ou menos naquilo que nós, de maneira bastante racional, viremos gastar com a nossa imprensa.”

Ele deixou claro que quer uma imprensa forte e isenta, mas criticou o que chamou de veículos “ainda parciais”.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend