Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 16 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Butantan diz que terceira e última fase de testes da CoronaVac foi concluída e resultado será enviado à Anvisa

Por G1
Publicado em 21 de dezembro de 2020 às 20:51H

Compartilhe:
O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, participa de coletiva de imprensa para atualização dos números da pandemia de coronavírus (covid-19), no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do estado, na zona sul da cidade, nesta segunda-feira, 21 de dezembro de 2020 — Foto: ANTONIO MOLINA/ZIMEL PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O Instituto Butantan anunciou nesta segunda-feira (21) que foi concluída a terceira e última fase de testes clínicos da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo instituto em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Pelas redes sociais, o Butantan também anunciou nesta segunda que “os resultados [da fase 3] serão encaminhados para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)”, e que, “em breve, a primeira vacina brasileira contra o Covid-19 estará pronta”.

No entanto, os resultados da fase 3, que visa a comprovar a eficácia da vacina como imunizante contra a Covid-19, ainda não foram divulgados publicamente. A previsão do instituto é divulgar os resultados da fase 3 de testes da CoronaVac nesta quarta-feira (23). A publicação dos resultados deveria ter ocorrido no dia 15 de dezembro, mas foi postergada para dia 23.

“O estudo clínico foi encerrado com mais de 13 mil participantes e os dados foram submetidos a análise que envolve a decisão final e apresentação dos dados pelo comitê internacional. Isso vai acontecer dia 23, a data está mantida”, disse Dimas Covas, diretor do Butantan, nesta segunda.

Segundo o governo, a fase 3 dos testes da CoronaVac no Brasil registra pelo menos 170 voluntários contaminados. O estudo conclusivo vai medir a taxa de eficácia do imunizante comparando quantos caos confirmados ocorreram nos voluntários que receberam placebo e quantos naqueles que tomaram a vacina. A taxa mínima de eficácia recomendada pela Anvisa é de 50%.

Na última quarta-feira (16), o governo federal incluiu a CoronaVac no plano nacional de vacinação. No entanto, o governo paulista diz que aguarda uma formalização da intenção de compra das doses pelo Ministério da Saúde.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend