Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 11 de April de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Carimbó recebe título oficial de patrimônio cultural brasileiro

Por Agência Pará
Publicado em 12 de novembro de 2015 às 11:57H

Compartilhe:

Um dos ritmos mais importantes da cultura paraense, o carimbó, recebe hoje, 11, o certificado oficial de patrimônio cultural imaterial brasileiro. A cerimônia será às 18h, no Museu do Estado do Pará (MEP). Em seguida, do lado de fora, haverá uma grande roda de carimbó, com a participação de grupos formados na capital e no interior do estado. A ação integra a programação da Semana do Patrimônio Paraense, promovido pelo Departamento de Patrimônio Imaterial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (DPI/IPHAN), com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult).

Antes da entrega do título, organizada pela Associação dos Agentes de Patrimônio da Amazônia (Asapam), com o apoio da Coordenação Estadual da Campanha do Carimbó, haverá uma mesa-redonda, marcada para às 15h, para tratar da política de valorização do patrimônio imaterial brasileiro. O evento contará com a presença de TT Catalão, do Departamento de Patrimônio Imaterial do Instituto do Iphan (DPI/IPHAN); Isaac Loureiro, da Campanha do Carimbó; Alessandra Ribeiro (Jongo Dito Ribeiro/Campinas-SP), e Neto de Azile, do Comitê Gestor do Tambor de Crioula-MA.

“Para nós da Secult, é muito importante poder contribuir de alguma forma com essa cerimônia, por isso, fizemos questão de abrir as portas dos nossos espaços, tanto do Museu de Arte Sacra, onde vai ocorrer a mesa-redonda, quanto do salão do Museu do Estado, onde vai ocorrer a cerimônia de entrega do título”, ressalta a diretora do Sistema Integrado de Museus e Memoriais, da Secult, Mariana Sampaio.

Ela lembrou ainda que, recentemente, o ritmo foi utilizado para mostrar a força da cultura paraense, durante um jantar oferecido ao príncipe japonês Akishino e sua esposa, a princesa Kiko, no MEP, pelos 120 anos da migração japonesa no Brasil. O casal foi homenageado com um jantar, seguido de uma apresentação de carimbó.

Processo

Até receber o título de patrimônio cultural imaterial brasileiro, que será entregue hoje, um longo caminho foi percorrido. A formalização do pedido foi feito pela Irmandade de Carimbó de São Benedito, da Associação Cultural Japiim, da Associação Cultural Raízes da Terra e da Associação Cultural Uirapuru, com abertura de processo junto ao Departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan. Foi o Instituto que promoveu uma pesquisou sobre o ritmo em diversas localidades do estado, dando origem ao “Dossiê Carimbó”, que posteriormente foi transformado em um documento final.

O carimbó, segundo o Dossiê, foi criado no século XVII por negros africanos radicados na região nordeste do Pará, com influências das culturas indígena e portuguesa e acabou se tornando uma das mais tradicionais formas de expressão cultural do estado.

O ritmo foi inscrito no Livro de Registro das Formas de Expressão no dia 11 de setembro de 2014, e só partir daí passou a ser reconhecido como patrimônio cultural imaterial brasileiro. A escolha foi comemorada com uma grande festa, no Centur, com a participação de artistas paraenses, especialmente mestres de carimbo e dançarinos.

Além da cerimônia de entrega do título, será instalado hoje o Comitê Gestor da Salvaguarda do Carimbó, composto por mestres e representantes de grupos de carimbó indicados durante o I Congresso Estadual do Carimbó.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend