Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 24 de September de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Jovens ignoram programa que permite viajar de graça

Por ORM
Publicado em 02 de maio de 2017 às 09:46H

Compartilhe:

bus-1868507_1920

Jovens de baixa renda podem viajar gratuitamente ou pela metade do valor de um estado a outro do Brasil, por meio do programa ID Jovem da Secretaria Nacional da Juventude, lançado em dezembro de 2016. Ao todo, 15 milhões de jovens estão aptos ao programa, mas apenas 36 mil estão inscritos.

Em Belém, muitos estudantes ainda desconhecem essa possibilidade de obter passagens gratuitas (ou com descontos) em transporte coletivo interestadual para quem faz parte dos programas sociais do governo federal há pelo menos dois anos e pode comprovar renda familiar de até dois salários mínimos. O benefício não vale para deslocamentos entre cidades de um mesmo estado nem para a mesma cidade.

Podem se cadastrar jovens de 15 a 29 anos, por meio do aplicativo ID Jovem. Também é possível fazer o cadastro pelo site (https://idjovem.caixa.gov.br/idjovem/#/jovem). O Número de Identificação Social (NIS), contendo 11 dígitos, é a senha para acessar o site e o aplicativo.

A estudante do curso técnico em Comércio, Emily Mikaela Santos, de 19 anos, que mora no Umarizal, nunca ouvira falar do programa. “Estou sabendo agora. Acho que a iniciativa é boa, porque viagens são importantes para os estudantes até mesmo para participarmos de eventos que tragam conhecimento e ajudem na qualificação profissional fora do Estado. Vou me cadastrar quando chegar em casa”, disse ela.

Andrew Magalhães tem 17 anos e estuda o primeiro ano do ensino médio em escola pública, com o objetivo de se graduar em Direito. Ele também não tinha informações sobre o ID Jovem. “Nem mesmo na escola tem essa infornação. Para quem não tem quase nada, chegar a outro estado é bom. A gente pode buscar melhor estudo e aproveitar também a viagem para conhecer outro lugar. Isso pode ajudar a conseguir emprego, já que não tá fácil para ninguém. Quem estuda expande conhecimentos e tem mais chances na vida”, afirmou.

O programa reserva quatro vagas em cada viagem para quem estiver cadastrado: as duas primeiras de graça, pela ordem de chegada, e as outras duas pela metade do preço. A reserva de vagas em ônibus interestaduais deve se feita pelo menos três horas antes da viagem. O beneficiário deve apresentar a ID Jovem e a carteira de identidade no momento em que solicitar o bilhete. As vagas valem para veículo rodoviário, comboio ferroviário ou embarcação do serviço convencional de transporte interestadual de passageiros.

Para usar a identidade não é preciso imprimi-la. Basta apresentar a imagem do cartão na tela do celular no momento da aquisição do bilhete ou ingresso, acompanhada de documentação oficial com foto. Caso a empresa se recuse a fornecer o benefício, o telefone 166 da  Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) pode ser utilizado para denunciar a irregularidade.

Com o cadastro, também é possível aos estudantes pagar meia-entrada em shows, espetáculos e eventos esportivos, com uso semelhante ao da Carteira de Identificação Estudantil. Basta apresentar a ID Jovem no momento da aquisição do ingresso e na portaria ou entrada do local de realização do evento, sempre  acompanhada de documento oficial com foto. Com isso, jovens de baixa renda que não estudam também podem pagar meia em diversos tipos de eventos. Recusas em aceitar a ID Jovem no pagamento da meia-entrada devem ser encaminhadas ao Procon.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend