Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 17 de April de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Temer diz que tempo de contribuição menor para mulheres ‘não é improvável’

Por msn
Publicado em 18 de abril de 2017 às 09:51H

Compartilhe:
© André Dusek|Estadão O presidente Michel Temer (PMDB)

© André Dusek|Estadão O presidente Michel Temer (PMDB)

O presidente Michel Temer (PMDB) admitiu nesta segunda-feira, 17, a possibilidade de as mulheres se aposentarem com tempo mínimo de contribuição menor do que o dos homens com as mudanças na reforma da Previdência negociadas pelo Executivo com o Congresso.

“Não é improvável”, disse Temer em entrevista ao jornalista Kennedy Alencar, do jornal SBT Brasil, quando questionado se as mulheres poderão se aposentar com menos anos de contribuição.

Durante a entrevista, o peemedebista disse que as mudanças na reforma da Previdência vão reduzir de R$ 800 bilhões para R$ 600 bilhões a economia prevista pelo governo em dez anos. O presidente defendeu, porém, as alterações na proposta para garantir sua viabilidade no Congresso. “É melhor reduzir em R$ 600 bilhões ou não fazer nada? É claro que é melhor reduzir o déficit em R$ 600 bilhões”, comentou.

Militares. O projeto de lei com mudanças nas regras das aposentadorias de militares, não incluídos na reforma da Previdência, será encaminhado até maio ao Congresso, afirmou o presidente. Temer afirmou que a matéria segue em elaboração pelo Executivo.

O presidente disse estar confiante de que a reforma da Previdência será aprovada pelos parlamentares após as mudanças feitas na proposta. Entre elas, destacou que o prazo de contribuição que permitirá acesso ao valor integral do benefício foi reduzido dos polêmicos 49 anos para 40 anos. “Acabou a história de ter que trabalhar 49 anos para poder se aposentar”, afirmou o presidente.

Ele comentou que o relator da reforma percorreu todas as bancadas da Câmara para discutir o texto e trouxe “observações pertinentes”. O presidente destacou, porém, que a “espinha dorsal” da reforma é a fixação dos 65 anos de idade mínima para que se tenha direito à aposentadoria. A ideia é que esse piso seja alcançado após um período de transição de 20 anos.Slide 1 de 6: A União gasta todo ano R$ 164 milhões para pagar 1.170 aposentadorias e pensões para ex-deputados federais, ex-senadores e dependentes de ex-congressistas, segundo levantamento feito pelo Estado. O valor equivale ao que é despendido para bancar a aposentadoria de 6.780 pessoas com o benefício médio do INSS, de R$ 1.862. Veja quando os reformistas envolvidos na proposta federal de mudança da Previdência se aposentam

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend