Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 23 de April de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Pará atingiu pouco mais da metade da meta de imunização contra a gripe influenza

Por ORM
Publicado em 10 de junho de 2020 às 00:56H

Compartilhe:
Crianças de até seis anos estão entre os grupos prioritários na campanha, que segue até o dia 30 (Fábio Costa/O Liberal)

O Pará imunizou pouco mais da metade do público alvo da campanha de vacinação contra a gripe influenza até o momento. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), até esta terça-feira (9) 1.302.172 pessoas (56,57%) dos grupos indicados pelo Ministério da Saúde (MS) já foram vacinadas no estado. Segundo a Sespa, entre os grupos de vacinação, destacam-se os idosos, que registraram percentual de vacinação acima da meta, com 111.18%.

A campanha foi prorrogada até o dia 30 em todo o país. Devem se vacinar pessoas que compõem os grupos prioritários: idosos, trabalhadores da saúde, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas com indicação médica, funcionários do sistema prisional, adolescentes sob medidas protetivas e a população privada de liberdade. Além de profissionais das forças de salvamento e segurança, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo, trabalhadores portuários, pessoas com deficiência física, indígenas, crianças de seis meses a seis anos incompletos, gestantes, mulheres no pós-parto, professores de escolas públicas e privadas e pessoas, de 55 a 59 anos. 

Em Belém, a meta é vacinar 433.798 pessoas dos grupos de risco. Segundo a Sesma, até o último dia 5,  quase 80% da meta já havia sido cumprida. A secretaria ressaltou, no entanto, que ainda é baixa a procura de pais com crianças de 6 meses a 6 anos incompletos (22,85%), gestantes (22,68%), mulheres no pós-parto (38,85%), professores de escolas públicas e privadas (27,46%) e pessoas de 55 a 59 anos (35,96%). Os demais grupos já cumpriram a meta estabelecida.  

Nesta terça-feira foi comemorado o Dia Mundial de Imunização. A vacina contra a gripe protege contra os vírus influenza A (H1N1), influenza A (H2N3) e influenza B Victoria. Ela não protege contra o novo coronavírus, mas é fundamental no diagnóstico da doença. Ao procurar qualquer espaço de vacinação, é obrigatório o uso de máscaras. É fundamental também respeitar as medidas de distanciamento entre pessoas e de higienização das mãos. As salas de vacinas funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. 

Por volta das 9h desta terça, a servidora pública Adriana Eiras, 29 anos, levou as filhas gêmeas, de um ano e sete meses, para vacinarem contra várias doenças. “Elas se vacinaram contra o tétano, a poliomielite e a gripe. Acho muito importante manter o Calendário Vacinal em dia para evitar que as crianças adoeçam. Além do novo coronavírus, existem outras viroses por aí constantes, como o sarampo, a catapora. E temos que evitar, ao máximo, que elas peguem essas doenças. O atendimento aqui foi ótimo, sem filas. As enfermeiras são atenciosas, gostamos de vir sempre aqui”, disse a servidora, que esteve com as crianças no Centro de Saúde Escola, da Universidade do Estado do Pará, no bairro do Marco, em Belém.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend