Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 20 de July de 2019
Sistema Floresta

Ansiedade é doença? Ajudamos você a entender sobre o transtorno

Por Toda Teen
Publicado em 30 de agosto de 2018 às 14:29H

Compartilhe:

Será que a sua ansiedade é normal?

Foto: Shutterstock

Não dá pra negar: na correria doida que vivemos, é difícil não ficar ansiosa com algumas coisinhas. Você já deve ter se perguntado: ansiedade é doença? Mas a verdade é que existe uma grande diferença entre as ansiedades que vivemos diariamente e o transtorno de ansiedade que, na real, é considerado uma doença. O psiquiatra Luiz Scocca ajuda a entender.

Quando ansiedade é doença?

“A ansiedade é doença quando você começa a passar mal por causa dela. Os sintomas que antes eram normais, passam a trazer um incomodo muito grande”, explica o psiquiatra. Sabe quando você dá aquela respirada profunda para tentar relaxar? Então, ela passa a não fazer mais efeito. “É comum ter a sensação de não ter ar suficiente, coração disparado. É como se aquela expectativa comum do dia a dia virasse uma angustia por antecipação. É um medo inexplicado”, explica o especialista.

“Eu posso ter?”

De acordo com Luiz, existem algumas pessoas mais propensas a desenvolver a doença. Elas são, no caso, aquelas que já sofrem de pequenas ansiedades no dia a dia. “É comum, junto com as pequenas ansiedades, virem relatos de pessoas que roem unhas, mordem lápis e canetas e até mesmo arrancam as pontas dos cabelos”, conta Luiz. Por isso, se sentir que a ansiedade está incomodando ou atrapalhando, busque ajuda.

Tratamentos para ansiedade

O tratamento para o transtorno de ansiedade envolve muitas coisas, miga. “Todas as doenças da esfera da ansiedade denunciam um fato muito grave: poucos de nós têm controle sobre as próprias emoções. E isso faz com que a ansiedade se torne uma luta de vida, muitas vezes. Porém, o tratamento começa através de bons hábitos. Atividade física, alimentação equilibrada, beber bastante água”, conta o psiquiatra.

Mas não para por aí: as terapias ajudam muito e você pode escolher o tipo que se identifica mais. Através dela você consegue “a identificação de neuroses, de seus complexos, suas inseguranças e como enfrenta-las. Aprender a controlar a mente e a respiração, e a manter sua cabeça no aqui e agora”, explica.

Ah, também vale lembrar que nem só a terapia pode ajudar. Procurar um psiquiatra pode ser essencial em alguns casos. Por isso, miga, não tenha medo nem vergonha de pedir ajuda.

 

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend