Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 27 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

6 a cada 10 brasileiros com Covid que precisaram ir para UTI morreram, diz estudo

Por G1
Publicado em 18 de janeiro de 2021 às 23:17H

Compartilhe:

Seis a cada dez pessoas que foram infectadas pelo coronavírus e precisaram de internação em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) morreram no Brasil, de acordo com estudo publicado nesta sexta-feira (15) na “The Lancet Respiratory Medicine”.

A pesquisa levou em consideração informações de mais de 254.288 pacientes que testaram positivo para a Covid-19 no país em testes RT-PCR, tipo que detecta a presença do material genético do vírus.

Os pacientes incluídos na pesquisa tiveram a doença entre 16 de fevereiro e 15 de agosto de 2020, com registro no Sivep-Gripe, um dos sistemas do Ministério da Saúde onde cada unidade de saúde dos municípios inclui os casos graves e mortes devido à doença.

A idade média dos pacientes foi de 60 anos, sendo que 14.979 pessoas não apresentaram nenhuma comorbidade (16% do grupo). Mais de 90% dos infectados presentes no estudo apresentaram um desfecho para a doença – morte ou alta hospitalar – antes da finalização da pesquisa.

Dados gerais de mortalidade:

  • 87.515 pacientes de 232.036 morreram devido à doença: taxa geral de 38%
  • Entre os que precisaram ir para a UTI, a taxa de mortalidade é de 59% (seis a cada dez) – 47.002 de 79.687; veja abaixo no gráfico a taxa por região do Brasil
  • A mortalidade é ainda maior entre os pacientes que precisaram de ventilação mecânica: 80% (36.046 de 45.205)
  • No Nordeste, 31% dos pacientes precisaram de ventilação mecânica, em comparação com 23% do Sul
  • A mortalidade hospitalar de pessoas com menos de 60 anos no Nordeste foi de 31%; no Sul, foi de 15%

A pesquisa é assinada por sete especialistas, entre eles o epidemiologista Otavio Ranzani, e foi financiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), pela Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) e pelo Instituto de Salud Carlos III.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend