Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 22 de January de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Com 53 mortos, Amazonas chega a 1050 casos de coronavírus e busca ampliar UTIs

Por Dol
Publicado em 12 de abril de 2020 às 16:39H

Compartilhe:
Reprodução

Nas últimas 24 horas, foram identificados 68 novos casos do novo coronavírus (Covid-19) no Amazonas. A informação foi confirmada no último sábado (11). O Estado tem, até agora, 1050 pessoas com diagnósticos confirmados, sendo 932 casos na capital e 118 no interior espalhados por 16 municípios. Até então já foram confirmados 53 óbitos.

Na live deste sábado (11), transmitida pelas redes sociais do Governo do Amazonas para atualização de informações sobre o novo coronavírus no Estado, a diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), Rosemary Costa Pinto, reforçou o pedido para que a população siga em isolamento social. Para ela, a medida tem surtido efeito, mas a população precisa dar mais atenção aos casos.

Até a tarde do último sábado (11), o Amazonas aparecia em 4º no ranking de casos registrados no país:

Ministério da Saúde

“Os dados apresentados aqui são preliminares e estão sujeitos a revisão. Contudo, os 68 novos casos, um número menor que os 82 que tivemos ontem, demonstra uma evolução – que pode ter sido gerada pela quarentena. No entanto, segundo levantamentos, Manaus é a capital com o maior número de não adesão ao isolamento social. Estamos vendo pessoas andando pelo centro simplesmente por andarem, uma vez que o comércio está fechado. Precisamos mudar isso, pois muitos estão se expondo desnecessariamente”, esclareceu Rosemary.

AUMENTO

A diretora-presidente também informou que a projeção de aumento de casos está programada para a última quinzena de abril e para a primeira quinzena de maio, mas que isso só dependerá da quantidade de pessoas que continuarem circulando pela cidade. Se o isolamento for reforçado, a curva de aumento de casos irá cair.

“O Governo já deixou claro que o isolamento precisa ser respeitado por meio de seus decretos. Contudo, se a população não aderir, medidas mais sérias e restritas – infelizmente – precisarão ser tomadas por parte do Governo. Tudo depende do comportamento da população”, explicou Rosemary.

Estava ao lado de Rosemary, o secretário adjunto de Atenção Especializada ao Interior da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), Cássio Espírito Santo, que reiterou que o isolamento deve ser respeitos e que, os pacientes com sintomas leves, devem se manter em quarentena e evitar ir aos hospitais, pois outros vírus podem estar em ação e o paciente acabar se contaminando.

O secretário clarificou ainda que o Hospital Delphina Aziz ainda está recebendo pacientes, mas pediu cautela as unidades de saúde, para que façam a remoção e o encaminhamento de pacientes de forma responsável. Além disso, segundo Cássio, se os casos aumentarem e o Delphina não aguentar a demanda, outros locais estarão disponíveis por meio de parcerias do Governo do Estado.

“Se o Delphina não conseguir atender a demanda, estamos preparando o Hospital e Pronto Socorro 28 De Agosto, o Hospital e Pronto Socorro Dr. João Lúcio e o Hospital e Pronto Socorro Dr. Platão para receber os pacientes em espaços separados e preparados para o atendimento. O Estado também está buscando aumentar equipes e adquirir mais equipamentos e leitos. Nos próximos dias estaremos com 750 leitos, sendo 200 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o resto de leitos clínicos”, afirmou o secretário.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend