Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 27 de January de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Custo da cesta básica sobe em 11 capitais, diz Dieese

Por Noticias ao minuto
Publicado em 07 de fevereiro de 2020 às 06:39H

Compartilhe:

O custo da cesta básica em janeiro subiu em 11 capitais e caiu em seis, de acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada mensalmente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) em 17 cidades.

As maiores altas foram registradas em Aracaju (4,75%), Salvador (4,43%), João Pessoa (3,87%) e Belo Horizonte (2,57%). Já as quedas mais expressivas ocorreram em Florianópolis (-4,41%), Rio de Janeiro (-1,89%), Curitiba (-1,43%) e Vitória (-1,41%). 

A capital com a cesta mais cara foi São Paulo (R$ 517,51), seguida pelo Rio de Janeiro (R$ 507,13) e por Porto Alegre (R$ 502,98). Os menores valores médios foram observados em Aracaju (R$ 368,69) e Salvador (R$ 376,49).

Entre dezembro de 2019 e janeiro de 2020, predominaram altas nos preços do óleo de soja, que subiu em todas as cidades, com variações entre 1,17%, em Belém, e 9,95%, em Campo Grande. O açúcar teve alta em 14 capitais, oscilando entre 0,81% em Curitiba, e 20,28% em Brasília. As variações negativas foram anotadas no Rio de Janeiro (-1,10%), Florianópolis (-0,70%) e Recife (-0,45%).

O preço médio do tomate aumentou em 14 capitais com destaque para Belo Horizonte (65,94%), Aracaju (45,42%) e Rio de Janeiro (44,44%). As reduções ocorreram em Porto Alegre (-10,49%), Recife (-8,10%) e Florianópolis (-3,14%). A banana registrou elevação de preços em 14 capitais, com exceção de Natal (-2,07%), Belém (-1,29%) e São Paulo (-1,04%).

O quilo da batata aumentou em oito cidades e diminuiu em Campo Grande (-11,15%) e Porto Alegre (-6,82%), em janeiro. As altas mais expressivas foram registradas em Belo Horizonte (35,61%) e Brasília (16,61%). As taxas positivas acumuladas variaram entre 0,96%, em Porto Alegre, e 23,75%, em São Paulo. 

O quilo da carne bovina de primeira diminuiu em 14 capitais, com variação entre  -14,76%, no Rio de Janeiro, e -0,83%, em Porto Alegre. Os aumentos foram registrados em Aracaju (0,11%), Recife (2,49%) e Salvador (4,31%). 

O preço do feijão aumentou em 14 capitais. O grão do tipo carioquinha, pesquisado no Norte, Nordeste, Centro-Oeste, em Belo Horizonte e em São Paulo, teve alta em quase todas as cidades, exceto em Belo Horizonte (-1,10%). As taxas variaram entre 0,74%, em Goiânia, e 17,89%, em Campo Grande. Já o valor do feijão preto, pesquisado nas capitais do Sul, em Vitória e no Rio de Janeiro, subiu 0,89% em Curitiba, 2,78% em Porto Alegre e 4,57% em Vitória. Houve redução do valor médio no Rio de Janeiro (-6,32%) e Florianópolis (-0,21%). 

Com informação: Agência Brasil

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend