Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 18 de April de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Exportações tiveram queda no Pará em 2018

Por EBC
Publicado em 11 de dezembro de 2018 às 11:13H

Compartilhe:

Valor arrecadado no Estado até novembro é um terço menor que no ano passado.

Mercado asiático é forte comprador da América do Sul (Fotos Públicas/Divulgação)

No ano passado, as exportações de carne bovina foram responsáveis por movimentar mais de US$ 5 bilhões na economia brasileira, e o ano de 2018 não vai acabar de forma diferente – até agora, entre os meses de janeiro e novembro, as exportações já chegaram a mais de US$ 4,9 bilhões. A informações são do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

No Estado do Pará, os números indicam uma queda em 2018, em comparação ao ano passado, quando o valor arrecadado com exportações bovinas chegou a quase US$ 300 milhões, o maior montante desde que o mercado começou a crescer no Estado, em 2005. O estudo desenvolvido pelo MDIC aponta que neste ano o número não chegou a US$ 200 milhões entre os meses de janeiro e novembro.

Para o presidente da União Nacional da Indústria e Empresas da Carne (Uniec) no Pará, Francisco Victer, o que fez o setor de exportação crescer no Pará há 13 anos foi a certificação sanitária. “Antes, a febre aftosa, doença viral altamente contagiosa em bovinos e outros animais, era uma barreira para a exportação aqui na região. Quando o Estado se livrou da peste, alavancamos. O Pará também tem muitas indústrias modernas totalmente adaptadas às exigências do mercado externo de exportações, então estamos progredindo”, pontuou.

Outra barreira na exportação no Estado do Pará, segundo Victer, é a competição com outros estados brasileiros que também são exportadores. “Nossos números são relevantes, mas ainda exportamos menos que outros estados do Brasil. Quanto mais alternativas de mercados se têm, mais forte fica o negócio. O Pará tem o desafio de exportar mais e para melhores mercados, para que possamos ter mais lucros. Isso vai melhorar a economia paraense”, garantiu o presidente.

Nacional

O crescimento nas exportações de carne bovina do Brasil, entre in natura e processada, foi de 12% no mês de novembro, em comparação ao mesmo período de 2017, alcançando as 158,24 mil toneladas. Os dados são da Associação Brasileira de Frigoríficos, que compilou dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). A receita no período avançou 5% na comparação anual, para 618 milhões de dólares.

No final do mês passado, a Abrafrigo notou aumento de 10% nas vendas externas de carne bovina do Brasil em todo o ano de 2018. Entre janeiro e novembro, já foi embarcado quase 1,49 milhão de toneladas, contra 1,35 milhão em iguais 11 meses de 2017. A receita cambial com as exportações no acumulado de 2018 totaliza 5,96 bilhões de dólares, alta de 8%. No total do acumulado até novembro, 108 países ampliaram suas importações de carne bovina do Brasil, enquanto outros 54 apresentaram redução.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend