Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 20 de January de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Governo do Pará orienta sobre como tirar carteira de trabalho digital

Por ORM
Publicado em 13 de maio de 2020 às 15:49H

Compartilhe:

Por meio de uma videoconferência nesta terça-feira (12), a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), em parceria com a Superintendência Regional do Trabalho no Pará (SRT-PA), buscou orinetar a população sobre a emissão da Carteira de Trabalho Digital, já que, por conta da pandemia do novo coronavírus, a emissão física do documento está suspensa.

De acordo com o diretor de Cidadania e Direitos Humanos da Sejudh, Mayky Franco, a ideia é divulgar o serviço na sede do órgão, em Belém, e núcleos do interior, para facilitar a vida do cidadão em tempo de distanciamento social. “É possível emitir o documento digital por meio do aplicativo disponibilizado pelo Governo Federal antes da pandemia. Vamos trabalhar para informar sobre a ferramenta por meio das redes sociais e nos canais internos dos órgãos estadual e federal”, disse.

Para ter acesso, o cidadão deve acessar o portal para mais informações sobre o passo a passo. Também pode baixar o aplicativo Carteira de Trabalho Digital, disponível nos sistemas operacionais Android e iOS. Com o documento, o empregado conseguirá consultar os detalhes sobre seus contratos de trabalho, as últimas anotações feitas pelo empregador e também pode reportar divergências. O trabalhador pode acompanhar o processamento de qualquer pedido referente ao documento tanto no site do governo quanto no aplicativo.

“Assim que o cidadão baixa e faz o cadastro no aplicativo, automaticamente, é gerado o número da CTPS. É uma tarefa simples de ser executada. Mas, para quem tiver dificuldade, colocamos nossos canais de atendimento à disposição da população e ampliamos a parceria da Sejudh para disponibilizar a carteira digital para todos, atendendo os trabalhadores da melhor forma possível”, destacou o superintendente Paulo Neves. 

Além, disso, a videoconferência também serviu para reforçar as ações no combate ao trabalho escravo no Estado, durante a pandemia do coronavírus. O diretor da Sejudh anunciou que o órgão buscará meios para acompanhar as fiscalizações da Superintendência in loco após o fim da pandemia. 

“Firmamos o compromisso de fortalecer ainda mais o combate a prática criminosa que, infelizmente, vitima milhões de trabalhadores mundo a fora, tendo como objetivo a erradicação do trabalho escravo. Como articuladora de políticas públicas no combate a prática ilegal, colocamos o órgão à disposição da Superintendência”, enfatizou Mayky Franco.

Na ocasião, o superintendente informou que segue recebendo as denúncias e atendendo todas as demandas de forma prioritária. “A equipe de fiscalização não parou, pelo contrário, segue atendendo de forma prioritária todas as denúncias que chegam pelo nosso e-mail [email protected] E agradecemos o apoio da Sejudh no fortalecimento das ações de combate”, finalizou Paulo Neves.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend