Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 15 de April de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Enem 2018 já tem mais de 1 milhão de solicitações de isenção da taxa

Por G1
Publicado em 06 de abril de 2018 às 14:37H

Compartilhe:

Entre a segunda-feira e as 12h desta quinta, 1,020 milhão de candidatos do Enem 2018 já solicitaram a isenção da taxa de R$ 82 pela internet, segundo balanço parcial divulgado pelo Inep.

Mais de 1 milhão de estudantes já solicitaram a isenção na taxa de inscrição da edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2018). A expectativa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é de que 4 milhões de candidatos façam a solicitação até a próxima quarta-feira (11). O processo é feito por meio do site https://enem.inep.gov.br/. As provas serão aplicadas nos dias 4 e 11 de novembro.

Às 12h desta quinta-feira (5), 1,020 milhão de candidatos já haviam feito o pedido, segundo balanço divulgado pelo Inep.

Todos os interessados em fazer o Enem 2018 deverão fazer a inscrição entre os dias 7 e 18 de maio. Ou seja, a aprovação da solicitação de isenção não significa que o aluno esteja inscrito automaticamente no exame – são necessárias as duas etapas.

Pedido de isenção da taxa de inscrição

Neste ano, os inscritos no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2017 que atingiram nota mínima para certificação também vão poder pedir o benefício. Além desse público, a gratuidade também valerá para outros três tipos de candidatos. Confira:

  • Estudantes que estão cursando a última série do ensino médio em 2018, em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar;
  • Concorrentes que cursaram todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsistas integrais na rede privada, e têm renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio (R$ 1.431);
  • Interessados que estão em situação de vulnerabilidade socioeconômica por serem integrantes de família de baixa renda e que possuam Número de Identificação Social (NIS), único e válido, e renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 477) ou renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 2.862).

Para todos os casos de solicitação de isenção da taxa, o participante deverá ter documentos que comprovem a condição declarada. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) orienta que além desses documentos, é importante que o estudante tenha em mãos os números do CPF, de um telefone fixo e de um celular e do CEP de sua residência. Isso porque, depois de concluir a solicitação, não será possível alterar ou incluir dados no sistema.

Até o ano passado, o pedido de isenção era a última etapa do ato da inscrição. A novidade, em 2018, é que os processos ocorrem separadamente.

Menos desperdício

Segundo a diretora de Planejamento e Gestão do Inep, Eunice Santos, a mudança foi adotada com o objetivo de “diminuir o número de abstenção, garantir o benefício da gratuidade a todos que têm direito e fazer isso de forma responsável e contribuir para uma formação mais cidadã daqueles que participam do processo”.

Nas últimas cinco edições do Enem, os candidatos que não compareceram ao local de prova geraram um “desperdício” de R$ 962 milhões ao governo. Só em 2017, foram 2.017.253 ausentes – dentre esses, 83,8% eram isentos (ou seja, não precisaram pagar a taxa de inscrição). O prejuízo trazido nessa última aplicação do exame, consequentemente, foi de R$ 176.590.328,00.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend