Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 28 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Com propaganda liberada, campanhas ganham as ruas e a internet

Por ORM
Publicado em 28 de setembro de 2020 às 05:35H

Compartilhe:

Após a liberação da propaganda eleitoral nas ruas e na internet neste domingo, 27, a capital paraense percebe os movimentos iniciais das campanha de partidos e coligações que disputam a Prefeitura de Belém neste ano. Algumas legendas aproveitaram o primeiro dia de liberação para fazer carreata, comício e até bandeirada nos semáforos das principais vias da cidade. A internet também teve foi o palanque de vários candidatos aos cargos majoritários e proporcionais, com apresentação de projetos e de suas trajetórias profissionais e políticas.

Na manhã de hoje, bandeiras em verde e amarelo estamparam alguns pontos da cidade, sobretudo no centro de Belém. Já a coligação “Belém de Novas Ideias” – que conta com o PSOL, PT, PDT, PCdoB, PCB, Rede e UP –  promoveu uma carreata pelas ruas da capital, sendo concluída no bairro da Pedreira. Em todo o Pará, mais de 22 mil candidatos disputam as eleições municipais deste ano, para os cargos de prefeito, vice-prefeito e vereadores. O pleito acontece no dia 15 de novembro. 

A partir de agora, os candidatos podem dialogar com os eleitores, pedindo expressamente o voto, distribuindo material gráfico, como folhetos e adesivos, colocar bandeiras ao longo das vias públicas, desde que não dificultem o bom andamento do trânsito de pessoas e de veículos, e utilizar adesivos plásticos em veículos e nas janelas residenciais, observada a dimensão máxima prevista em lei, de meio metro quadrado. 

Impedimento

​Em pronunciamento feito no último sábado 26, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que a Justiça Eleitoral será bastante rigorosa com a fiscalização de atos proibitivos. Os comitês ou candidatos​, por exemplo, estão ​impedidos de distribuir camisetas, chaveiros, bonés ou quaisquer outros materiais que ​beneficiem ao eleitor. “As mesmas condutas​ ​que são proibidas na pré​-​campanha, também são proibidas na campanha, como distribuir bens,brindes, cestas básicas.​ ​Todas as proibições, que se chamam condutas vedadas”, explica Felipe de Moura Palha e Silva, procurador regional eleitoral.

​Ainda de acordo com as orientações da Justiça Eleitoral, ao longo da campanha, caso o candidato ​seja reincidente em condutas abusivas ou que constituam abuso dos meios de comunicação, ​ele pode, inclusive, perd​er​ ​o mandato, ​caso seja eleito.​

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend