Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 17 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Conheça os principais pontos do Protocolo de Retomada do Campeonato Paraense

Por ORM
Publicado em 07 de julho de 2020 às 04:43H

Compartilhe:
O Parazão volta dia 1º de agosto e foi elaborado um documento para garantir a segurança de todos os envolvidos (Fábio Costa / OLiberal)

O Campeonato Paraense retorna no dia 1º de agosto. Para definir a data, foi necessária a elaboração do Protocolo para Retomada do Campeonato Paraense, que tem o objetivo de orientar os clubes de futebol sobre os cuidados necessários no combate ao novo coronavírus. O documento foi divulgado nesta segunda-feira (6) pela Federação Paraense de Futebol (FPF). Conheça então os principais pontos do protocolo. 

Tempo de realização do estadual, sede única e despesas

O protocolo prevê que o restante dos jogos da competição, – 9º e 10º rodadas, semifinal e final-, serão realizados em Belém como sede única, já que na cidade a covid-19 está controlada. O tempo estimado para finalizar a competição é de 18 dias, sendo a FPF responsável pelo transporte, hospedagem e alimentação das equipes com sedes da capital paraense.

Outro motivo pela escolha da capital paraense é a possibilidade de realizar jogos em cinco estádios: Evandro Almeida (Baenão), Francisco Vasques (Souza), Leônidas Castro (Curuzu), Luis Omar Pinheiro (Mamazão) e Olímpico do Pará (Mangueirão).

Os treinos e jogos serão realizados sempre com os portões fechados, até que sejam liberados pelas autoridades governamentais e sanitárias.

Questionário

No máximo 48 horas antes da partida, todos os atletas e membros das comissões técnicas das duas equipes, arbitragem, representantes da Federação, membros da imprensa escalados para a partida, equipe de controle de dopagem, bem como todos que terão acesso à área interna do estádio, deverão responder ao inquérito epidemiológico da FPF, que será enviado por link via whatsapp para o representante de cada instituição.

Medição de temperatura

Além do questionário, os profissionais que estiverem envolvidos na partida vão ter a temperatura medida antes de entrar no estádio. Se a pessoa apresentar temperatura acima de 37,5°, será encaminhada ao setor de enfermaria reservado no estádio.

Os responsáveis pela aferição (termômetro de infravermelho) deverão utilizar máscaras, protetores faciais de uso individual (face shields), aventais descartáveis e luvas. A estrutura física deverá ser adaptada segundo os conceitos de distanciamento social, ventilação e restrição de circulação de pessoas.

Entrada em campo

O protocolo de entrada no campo de jogo dos atletas deverá respeitar a distância de um metro, sem a presença de crianças, mascotes. A entrada de campo seguirá a seguinte ordem para cada um dos tempos: a equipe de arbitragem entrará em primeiro lugar, seguido da equipe mandante e posteriormente a equipe visitante.

Saída de campo

A saída de campo de jogo deverá obedecer a seguinte ordem: a equipe visitante sempre será a primeira a deixar o campo, em seguida a equipe mandante e por último a equipe de arbitragem, respeitadas as medidas de distanciamento de um metro entre os mesmos.

Sem cumprimentos, troca de camisas e comemorações coletivas

O cumprimento tradicional entre os atletas não deverá ocorrer. Apenas o cumprimento à distância sem contato entre os atletas e a equipe de arbitragem. Ao perfilarem para ouvir a execução do hino nacional, a distância mínima entre atletas das duas equipes e entre membros da arbitragem será de um metro.

Além disso, não será permitida a troca de camisas ou demais peças do uniforme entre atletas da mesma equipe ou da equipe adversária a qualquer tempo. Será proibido beijar a bola em qualquer fase do jogo.

A comemoração de gols deverá ser obrigatoriamente individual e sem contato entre os atletas.

Uso de máscaras e álcool gel

Membros das comissões técnicas, bem como atletas do banco de reserva devem fazer o uso obrigatório de máscaras e/ou protetores faciais de uso individual (faceshields) durante toda a partida.

Os atletas em campo, o árbitro e os árbitro assistentes podem ficar sem máscaras ou o protetor facial de uso individual (face shield) no tempo de jogo. Os atletas suplentes, durante todo o período do aquecimento também seguirão essa norma. Mas todos deverão receber as máscaras e/ou protetores faciais de uso individual (face shields) na saída do campo antes de se dirigirem ao vestiário ou ao banco de reservas.

O uso de máscaras e/ou protetores faciais de uso individual (face shields) também se aplica ao delegado de jogo, árbitros assistentes, analista de desempenho e a todos os credenciados que forem permitidos estar na área sensível da competição.

Além disso, é proibido o ato de cuspir no chão. A higiene nasal deverá ser realizada, se necessária, utilizando lenços descartáveis que deverão estar disponíveis no banco de reservas. Esses lenços deverão ser depositados em local apropriado.

Controle de Dopagem

Nos jogos previstos para terem o exame de controle antidopagem somente um jogador de cada equipe será submetido ao exame.

Para evitar aglomerações, não será realizado o sorteio no campo de jogo. A escolha dos atletas será definida ou por sorteio no dia anterior na sede da FPF ou por escolha direta, permitida pelas normas da WADA.

Todos deverão estar com máscara, protetores faciais, luvas e manter o distanciamento de um metro.

Imprensa

A presença de profissionais que fazem parte do grupo de risco e que não apresentem teste de sorologia mostrando IgG + é desaconselhável. Deve-se priorizar para o trabalho, profissionais fora do grupo de risco e/ou que já tenham IgG +, com o mínimo possível de efetivo.

Além disso, os profissionais da imprensa não terão acesso aos vestiários, túnel de entrada ou banco de reservas. Eles deverão ocupar as cabines de imprensa, respeitando as normas impostas pelo protocolo.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend