Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 26 de July de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Isolamento social no Pará cai e apenas metade da população fica em casa

Por ORM
Publicado em 28 de abril de 2020 às 22:17H

Compartilhe:

O índice de isolamento social no Pará voltou a cair e encerrou a segunda-feira, 27, com pouco mais da metade da população em casa. Na 7ª posição no ranking nacional dos estados onde as pessoas mais respeitam a quarentena, o Pará registrou apenas 50,96% de isolamento social. 

O número alarmante foi observados apenas um dia depois do Estado ter alcançado o primeiro lugar nacional, com 60,57% das pessoas confinadas em casa no domingo, 26. 

A meta estabelecida pelas organizações de saúde, de 70%, considerada mínima para impedir a alta disseminação do novo coronavírus, não foi atingida em nenhum estado. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac).

Segundo o titular da Segup, Ualame Machado, apesar de continuar figurando entre os dez estados da federação com maior isolamento social, o Pará caiu, tendo em vista que estava na liderança no último domingo. Para o secretário, a queda era esperada, mas não justificada, principalmente porque na segunda-feira ocorreu o recebimento do auxílio emergencial e, diante da necessidade da população de fazer compras, muitos saíram às ruas. “Nós precisamos ter como foco sempre que o índice ideal de isolamento é de 70% e ainda faltam 20% para chegarmos nesse patamar. Por isso, contamos com o apoio de todo mundo para que a gente possa melhorar e que o isolamento não ocorra apenas no final de semana, porque a contaminação tem o mesmo risco em todos os dias da semana”, explicou o titular da Segup, Ualame Machado

Municípios 

De acordo com o levantamento, ao analisar as cidades paraenses, os melhores índices de isolamento, ou seja, onde as pessoas passaram mais tempo em casa respeitando a quarentena, estão nos municípios de Tracuateua (70,2%), Colares (68,9%), Santa Cruz do Arari (65,0%), Maracanã (64,8%) e Santa Bárbara do Pará (60,3%). Os piores índices são de Palestina do Pará (33,9%), Santana do Araguaia (37,2%), Jacundá (37,5%), Redenção (38,3%) e Brejo Grande do Araguaia (38,6%).

Descentralização

Nos municípios de Marabá, Santarém e Breves, a taxa de isolamento esteve, no domingo, com 43,7%, 42,5% e 54,6%, respectivamente.  

Belém e Ananindeua 

Na segunda-feira, a capital paraenses registrou índice de 53,5% e Ananindeua 56,7%.  

Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de concentração em casa no domingo foram: São João do Outeiro (76,3%); Castanheira (71,6%) e Maracajá (70,5%). Já os bairros onde as pessoas desobedeceram à recomendação de ficar em casa, registrando um baixo índice de isolamento, foram: Parque Guajará (39,5%); Maracacuera (40,7%) e Fidelis (41,2%).
Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros Jaderlândia (73,7%); Águas Lindas (70,5%); Atalaia (70,2%). Já os piores índices foram observados no Júlia Seffer (40,4%); Aurá (46,1%) e Heliolândia (46,6%).

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend