Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 12 de April de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Viajar pelo Estado e para fora do Pará segue proibido no “feriadão”

Por Dol
Publicado em 30 de abril de 2020 às 10:37H

Compartilhe:
Assim como na Semana Santa e Tiradentes, governo volta a restringir deslocamento de pessoas no feriado de 1º de maio por causa da Covid-19 | Alex Ribeiro/Ag. Pará

De hoje até a próxima segunda-feira (4), estão proibidas as viagens intermunicipais e interestaduais no Pará. A medida atende a uma atualização do decreto estadual nº 609/2020, que estabelece ações de combate ao novo coronavírus. Assim como ocorreu nos feriados da Semana Santa e de Tiradentes, o governo decidiu restringir o fluxo de pessoas entre as cidades paraenses durante o feriado do Dia do Trabalhador, celebrado amanhã. É uma estratégia para evitar a proliferação de Covid-19 pelo Estado, impedindo também as aglomerações em praias e balneários, que ficarão fechados neste período. Barreiras sanitárias serão montadas nas principais rodovias estaduais para fiscalizar a saída de pessoas da Região Metropolitana de Belém em direção ao interior. Viagens de ônibus e de barcos não estão permitidas.

Por conta da atualização do decreto, o técnico Milton Silva Neto teve de antecipar a volta dele para Altamira, onde trabalha na Usina Hidrelétrica de Belo Monte. Ele estava de folga em Belém e deve retornar ao trabalho somente na segunda (4). “Eu ia voltar no fim de semana, mas como foi anunciada a suspensão das viagens pela malha rodoviária, tratei logo de me antecipar”, comentou.

A atualização do decreto foi publicada numa edição extra do Diário Oficial do Estado, na última segunda-feira (27). “Durante os feriados da Semana Santa, Tiradentes e do Dia do Trabalho, fica vedada a saída intermunicipal de pessoas, por meio rodoviário ou hidroviário, nos períodos de 8 a 13 de abril de 2020, de 17 a 22 de abril de 2020, bem como, de 30 de abril a 4 de maio de 2020, salvo transporte entre os municípios de Belém, Ananindeua, Marituba e Benevides”.

Milton tentou comprar a passagem com antecedência, mas a empresa não estava vendendo os bilhetes com antecipação. “Quando foi anunciado que não haveria viagens, telefonei para o guichê e o vendedor falou que o último ônibus iria sair para Altamira às 16h, não ia ter a viagem das 20h”, prosseguiu.

Na tarde de ontem, vários guichês estavam fechados no Terminal Rodoviário de Belém. Apenas quatro empresas funcionavam com a venda de passagens para viagens a partir de terça (5) ou ainda para ônibus que iriam partir na tarde de ontem. O movimento de passageiros estava bem baixo.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend