16466940_10211380020397624_1177394104_n

Governo Federal busca aprovação de US$70 milhões para saneamento em Parauapebas Financiamento virá do Banco Interamericano de Desenvolvimento. Obra vai gerar três mil empregos diretos O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho participou, em Brasília, de reunião com seu colega Dyogo Oliveira – ministro de Planejamento, Desenvolvimento e Gestão – e com o prefeito de Parauapebas Darci José Lermen (PMDB).

A pauta foi a aprovação de um empréstimo internacional para obras de saneamento no município paraense. Pelo acordo firmado, o empréstimo virá do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que vai financiar metade da obra, cujo valor total será de US$ 140 milhões (cento e quarenta milhões de dólares). A própria Prefeitura de Parauapebas entrará com a outra metade do investimento. O referido empréstimo tem que ser aprovado pela Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex), integrada pelos Ministérios do Planejamento, Fazenda, Relações Exteriores e pelo Banco Central.

O valor será investido em projeto de macrodrenagem, proteção de fundo de vales e revitalização da orla do rio Parauapebas. Após passar pelo crivo da Cofiex, este projeto dependerá do aval do Tesouro Nacional e da aprovação pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. Segundo o ministro Helder Barbalho, o empreendimento será determinante para melhorar a qualidade de vida da população, evitando enchentes e esgoto a céu aberto.

“Essa obra será uma parceria entre a prefeitura e a União. E o Governo Federal também participará da análise técnica, do estudo da capacidade de endividamento do município e será o seu fiador, autorizando este importante financiamento internacional”, explica. Dyogo Oliveira, ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, explicou que este projeto enquadra-se nas prioridades de aprovação de financiamento externo do Governo Federal. “Claramente essa obra terá todo o apoio do Governo Federal, com a certeza de que estamos atendendo a um projeto que contribui para a melhoria da qualidade de vida das pessoas”.

Para o prefeito Darci José Lermen, outro benefício do empreendimento será a geração de cerca de três mil empregos no município. “Além de melhorar a infraestrutura da cidade, a obra vai gerar desenvolvimento e renda”, destaca.