Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 16 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Dia do Chocolate: Pará é o principal produtor de cacau do Brasil

Por Dol
Publicado em 07 de julho de 2020 às 11:18H

Compartilhe:
Estado planeja aumentar a produção com foco na verticalização nos próximos anos | Arquivo/Agência Pará

Nesta terça-feira (07), é o Dia Mundial do Chocolate. O Pará é atualmente o principal produtor de cacau do país e tem aumentado cada vez mais sua capacidade de plantio, com uma área de 191 mil hectares plantados. Desse total, 147 mil hectares são de áreas colhidas do fruto. Do grande ao pequeno produtor, incluindo a agricultura familiar, a cacauicultura tem sido um dos setores em franco crescimento e atraído cada vez mais interessados em diversos segmentos.

Hugo Suenaga é titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) e afirma que mesmo com a pandemia da Covid-19 o agronegócio do estado não parou. Por isso ele aponta uma estimativa de implementação de dez mil novos hectares para o cultivo do cacau. Desse total, seis mil serão em novas áreas enquanto os quatro mil hectares restantes serão para replantio. O secretário também disse que a atual capacidade de produção no estado é de 153 mil toneladas por ano, além de contar com cerca de 26 mil estabelecimentos no Pará trabalhando com cacau.

“O cacau é tipicamente oriundo da região amazônica. É uma espécie nativa e não temos dificuldades de inserir em nossa região. É um fator muito importante para o desenvolvimento do nosso agronegócio, ele se adapta muito bem em nossa região”, diz o titular da Sedap.

Apenas a região do Xingu responde por 51% de produção do cacau em todo o estado. O município de Medicilândia é o principal produtor, seguido pelas cidades de Uruará e Altamira. As regiões de integração de Tucuruí e Araguaia também têm se destacado frente a produção do fruto. “Isso é um atrativo para todos os segmentos. A maioria dos produtores vem destes locais”, destacou.

PROCACAU

Mesmo sendo o líder no país, o objetivo é aumentar ainda mais a produção do cacau, focando na sua verticalização nos próximos anos. Para isso, o Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Cacauicultura (Procacau) quer reforçar a posição do Pará neste segmento dando apoio para o setor com o objetivo de aumentar em até 25% de área plantada no Pará, além de outros benefícios. “Queremos aumentar a quantidade produzida passando para 227 mil toneladas por ano e elevar nossa produtividade por meio da genética. Isso tudo vai impactar na economia com a geração de mais de 16 mil novas ocupações. Hoje temos 64 mil ocupações na cacauicultura e uma renda anual R$1,1 bilhão. Esperamos passar para R$ 1,5 bilhões por ano. Um impacto na economia em até cinco anos”, ressalta.

Todos os indicadores do programa serão acompanhados e apoiados em pilares que permitam a verticalização do produto por meio de parcerias com outras instituições que possam facilitar o surgimento de novos produtos oriundos da amêndoa do cacau, gerando maior impacto positivo na econômica do estado e de produtores.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend