Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 24 de September de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Pai prova inocência do filho acusado de matar jovem em Guaratiba

Por Noticias ao minuto
Publicado em 24 de janeiro de 2019 às 13:47H

Compartilhe:

Leonardo de 27 anos acabou sendo preso pela polícia acusado de ser autor do crime.

© Reprodução/TVGlobo

jovem Matheus, de 22 anos, morreu ao tentar proteger a mãe de assaltantes que atacaram o mercadinho da família, na noite de terça-feira (15), em Barra de Guaratiba, Zona Oeste do Rio. Matheus Lessa foi atingido no pescoço e não resistiu. Os criminosos fugiram.

Leonardo de 27 anos acabou sendo preso pela polícia acusado de ser autor do crime, embora em todo o processo alegasse inocência. Jorge Benjamin, o pai de Leonardo conseguiu reunir provas e a Polícia Civil reconheceu o engano, prendendo outro suspeito que acabou confessando o crime.

Em entrevista ao O Globo, Jorge minimizou seu sofrimento e se solidarizou com a família de Matheus.

Estou aliviado porque o erro foi corrigido. Fizemos de tudo para provar a inocência dele. Meu filho é inocente. Ele não fez parte dessa ação tão bárbara. Meu coração está em paz, sem ressentimento — disse Benjamin, que conversou com jornalistas na porta do presídio enquanto aguardava a soltura do filho. Ao lado da irmã gêmea de Leonardo e de amigos, Jorge vestia uma blusa com o rosto do filho e o de Matheus, e a frase “Uma tragédia 2 vítimas”.

Leonardo Nascimento dos Santos, que é eletricista, foi reconhecido como o assassino que atirou contra o jovem e preso no dia seguinte ao crime.

Jorge disse acreditar que Leo foi reconhecido por testemunhas na delegacia já que tem “pele escura” como a do assaltante.

Primeiro, reconheceram meu filho por meio de uma foto, que eu acredito ter sido retirada da internet. Depois, o levaram para a delegacia. Ele foi colocado na frente das testemunhas e ao lado de outros dois homens de pele clara. Então, foi apontado como o criminoso — contou.

Ainda de acordo com o Globo, Leonardo foi apontado por quatro testemunhas, inclusive a mãe de Matheus, Carla Cristina Rodrigues Santos, que estava em choque. Para a advogada de defesa de Leonardo, Ingrid Dantas, o fato de terem usado apenas o seu cliente com características semelhantes às do suspeito procurado teria contribuído para o equívoco. A advogada apresentou imagens das câmeras da rua que mostravam Leonardo caminhando perto de casa, com roupas diferentes das que eram usadas pelo assassino, e no horário do assalto no mercado. A casa de Leonardo fica a cerca de 3 quilômetros da loja.

Yuri Gladstone Guimarães e Adeílton Santana de Oliveira, conhecido como Boquinha, foram presos e vão responder pelo assassinato de Matheus. De acordo com a polícia, Yuri foi detido na noite de terça-feira. Ele confessou e apontou Boquinha e um terceiro participante, identificado como Matheus.

Jorge buscou o filho Leonardo na unidade prisional no início da madrugada desta quinta-feira(24).

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend