Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 19 de April de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Primeiros meses da pandemia deixaram cerca de 4 mil desempregados no setor de serviços no Pará, diz Dieese

Por G1
Publicado em 16 de junho de 2020 às 15:50H

Compartilhe:
Com estabelecimentos fechados, desemprego aumentou no Pará. — Foto: Jefferson Severiano Neves/EPTV

Um estudo divulgado nesta terça-feira (16) pelo Dieese/PA mostra que somente nos dois primeiros meses da pandemia (março e abril), o setor serviço perdeu cerca de 4 mil postos de trabalho no Pará. Devido o isolamento, com diversas atividades como hotelaria, bares, restaurantes e serviços envolvendo transportes e atividades culturais suspensas, o desemprego aumentou.

No mês de abril, assim como março, foi negativo o saldo entre admitidos e desligados: foram feitas no mês, 4.931 admissões contra 8.054 desligamentos, gerando saldo de 3.123 desempregados.

A maioria dos estados da Região Norte apresentou saldos negativos de empregos formais, no comparativo entre admitidos e desligados, com destaque para Estado do Pará, seguido do Amazonas. No mês de abril, apenas o Acre apresentou saldo positivo de empregos formais.

Ainda de acordo com as análises, no mês de abril foram feitas no setor serviço em toda a Região Norte, 11.607 admissões, contra 19.877 desligamentos, gerando um saldo negativo de 8.270 postos de trabalhos formais.

Apesar disso, o balanço do setor serviço no Pará em 2020 mostra um pequeno saldo positivo de empregos formais, no comparativo entre admitidos e desligados. Foram feitas de janeiro a abril, 30.969 admissões, contra 30.855 desligamentos, com a geração de 114 postos de trabalhos. Entretanto, analisando apenas os dois primeiros meses de pandemia, o setor foi o segundo mais impactado, com a perda de quase 4 mil postos de trabalho formais.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend