Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 20 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Governo lança projeto de atendimento online para casos suspeitos do novo coronavírus

Por ORM
Publicado em 10 de maio de 2020 às 04:33H

Compartilhe:

O Governo do Pará instituiu na última sexta-feira (08), em edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE), um programa de atendimento online para casos suspeitos do novo coronavírus. Trata-se do “Atende em Casa – Covid 19”, um programa de estágio curricular, obrigatório e supervisionado, para alunos dos dois últimos anos do curso de medicina que funcionará como uma espécie de triagem eletrônica, na qual pacientes suspeitos informam seus sintomas por meio de ligação ou plataforma digital e, a partir disso, obtém informações e tiram dúvidas sobre procedimentos para tratar a Covid-19.

A partir de segunda-feira (11), as Instituições de Ensino Superior (IES) que ofertam a graduação em medicina poderão manifestar interesse em integrar a ação às atividades curriculares de alunos que estejam estudando nos dois últimos anos do curso, sob supervisão de professores. Os procedimentos de adesão, de habilitação e de cadastramento estão previstos no edital também disponível na edição suplementar do DOE. O site chamamentoatendeemcasa.pa.gov.br receberá as inscrições a partir das 12h de segunda.

A ação será coordenada pela Casa Civil, em parceria com a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa), disponibilizando um sistema de perguntas e respostas, que ao final, recomendará as providências a serem tomadas pelo paciente, diminuindo a sobrecarga nas unidades de saúde.

De acordo com Maria Betânia Fidalgo, presidente do Conselho Estadual de Educação e coordenadora da ação, o programa é fundamental para auxiliar as pessoas que têm dúvidas. “Elas vão ter como acessar o sistema, podendo ser atendidas por estudantes de medicina treinados para tirar dúvidas sobre os sintomas. Eles não prescreverão medicamentos, mas evitarão que o paciente procure uma unidade de saúde sem necessidade”, explica.

MAPEAMENTO

A ideia do Governo com o programa é, além de oferecer atendimento à população, mapear casos do novo coronavírus no Estado. Para isso, o sistema terá duas áreas: uma de acesso ao público e outra administrativa. O cidadão poderá se identificar e informar dados de domicílio e, em seguida, responder questões sobre sintomas, possibilitando a classificação do paciente conforme o grau de risco. O sistema da Prodepa prevê, além do questionário, atendimento por videochamada ou teleconsulta.

“Se for necessário – e sob supervisão – o estudante vai recomendar que o paciente se dirija a uma unidade de saúde mais próxima da casa dele para dar continuidade ao tratamento. Com isso, o governo também vai conseguir mapear os casos críticos no estado, terá um painel para acompanhar o cidadão, além de saber idade, sexo, comorbidades e incidência dos principais sintomas no próprio sistema”, explica o diretor de Desenvolvimento de Sistemas da Prodepa, Gustavo Costa.

(Com informações da Agência Pará)

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend