Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 20 de January de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Bolsonaro confirma que mudará embaixada brasileira em Israel

Por Noticias ao minuto
Publicado em 01 de novembro de 2018 às 15:07H

Compartilhe:

© iStock (Foto de arquivo)

presidente eleito, Jair Bolsonaro, confirmou sua intenção de transferir a embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, em uma entrevista à imprensa local.

“Israel é um Estado soberano. Se os senhores decidirem qual será a sua capital, nós os seguiremos”, disse Bolsonaro ao jornal “Israel Hayom”, que antecipou trechos da entrevista nesta quinta-feira (1).

“Vocês são os únicos que podem decidir onde será a capital, não os outros países”, argumentou.

Desde sua campanha eleitoral, Bolsonaro prometeu transferir a embaixada brasileira, assim como fizeram Estados Unidos e Guatemala. A medida, no entanto, pode gerar reação de países árabes.

Ao diretor do jornal, Boaz Bismuth, quem conduziu a entrevista por telefone, Bolsonaro disse que “Israel pode contar” com o voto brasileiro nas Nações Unidas “para quase todas as temáticas que envolvem o país”.

“Sei que o voto nas Nações Unidas é mais simbólico, mas ajuda a definir a posição que um país deseja adotar. Estive em Israel há dois anos e pretendo retornar”, afirmou Bolsonaro.

“O embaixador israelense no Brasil me visitou duas vezes nesta semana e sempre tivemos uma excelente relação. Estou muito contente por ter sido tratado dessa maneira calorosa por um representante do Estado de Israel”, acrescentou o presidente eleito.

Na mesma entrevista, Bolsonaro alfinetou a relação diplomática do Brasil com a Palestina. Segundo ele, seu governo pretende revisar o status e a localização da embaixada.

“Ela foi construída muito perto o Palácio Presidencial…nenhuma embaixada pode ficar assim próxima. Por isso, pretendemos transferi-la. Para mim, não tem outra possibilidade. Além disso, a Palestina deve primeiro ser um Estado para ter o direito a uma embaixada”, criticou.

O Brasil reconhece o Estado Palestino como país desde dezembro de 2010, após carta enviada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas.

Bolsonaro, que venceu as eleições com 55% dos votos, pelo partido PSL, assumirá a Presidência do Brasil e 1 de janeiro de 2019. (ANSA)

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend