Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 27 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Ex-presidente peruano Alan García morre após dar tiro na cabeça

Por EBC
Publicado em 17 de abril de 2019 às 11:15H

Compartilhe:
FILE PHOTO: Former Peruvian president Alan Garcia talks to the media as he arrives at the National Prosecution office in Lima, Peru March 27, 2018. REUTERS/Guadalupe Pardo/File photo/File Photo

O ex-presidente peruano Alan García morreu em um hospital em Lima após dar um tiro na própria cabeça na manhã desta quarta-feira (17).

O diretor do hospital, Enrique Gutiérrez, afirmou que, ao dar entrada na unidade, García tinha dois orifícios de bala no crânio, “um de entrada e um de saída”.

O atual presidente do Peru, Martín Vizcarra, publicou em rede social uma mensagem de condolências para os familiares e amigos. Ele decretou luto oficial de três dias no país.

García tentou suicídio após a chegada de policiais a sua casa, na capital peruana, para prendê-lo por um caso de corrupção ligado à empreiteira brasileira Odebrecht.

‘Invenção de intermediários’

Mais cedo nesta semana, o ex-presidente classificou como especulação qualquer tentativa de vinculá-lo com as propinas pagas a seu ex-secretário pela construtora Odebrecht para vencer a licitação das obras da linha 1 do metrô de Lima.

“Como em nenhum momento sou mencionado e nenhum indício ou evidência me atinge, só resta a especulação ou a invenção de intermediários. Jamais me vendi e está provado”, disse García em mensagem publicada no Twitter.

Recentemente, o Ministério Público peruano encontrou mais de US$ 4 milhões depositados pela Odebrecht em contas de Luis Nava, que foi secretário da presidência no segundo mandato de García, e do filho de Nava, José Antonio.

As transações, reveladas pelo site IDL-Reporteros, teriam sido feitas pelo setor de “operações estruturadas” da Odebrecht, esquema criado pela construtora brasileira para pagar propina em diferentes países da América Latina. 

Envolvimento de outro presidente

No início do mês, outro ex-presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, de 80 anos, teve a prisão preventiva decretada dentro das investigações que apuram as propinas pagas pela Odebrecht no país. Ele passou sua primeira noite na cadeia no dia 11 de abril. 

Kuczysnki está na sede da Polícia Nacional em Lima, onde a líder da oposição, Keiko Fujimori, também permaneceu após ser acusada de lavagem de dinheiro. Ex-candidata a presidência e filha do ex-presidente Alberto Fujimori, Keiko foi inocentada das acusações após cumprir oito dias de detenção preventiva no último mês de novembro. 

Família rejeita honras de Estado

A família de Alan García rejeitou a realização de um funeral com honras de Estado, como teria direito já que foi governante do Peru, informou a agência EFE.

O secretário pessoal de García, Ricardo Pinedo, anunciou a meios de comunicação locais que o funeral acontecerá na Sexta-feira Santa ao meio-dia.

“Será velado e enterrado somente com as honras do partido, que às vezes são muitos maiores que as honras do presidente (Martín) Vizcarra”, disse Pinedo sobre o atual governante do Peru, o qual García meses acusou de estar por trás da investigação sobre ele, a mesma que rotulou de “perseguição”.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend