Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 25 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Pela primeira vez, bilionário viaja ao espaço na própria nave

Por Pleno News
Publicado em 12 de julho de 2021 às 01:24H

Compartilhe:

O primeiro terráqueo a deixar o nosso planeta apenas por ter uma conta bancária recheada é Richard Branson, bilionário fundador da Virgin Galactic. A empresa de turismo espacial realizou com sucesso na manhã deste domingo (11) o voo ao espaço que levava a bordo o seu fundador.

O feito altera a lógica de quem podia visitar o espaço sideral: até aqui, este era um ambiente exclusivo de pesquisadores e pilotos de avião, quase sempre financiados por dinheiro público. Com o voo, a Virgin abre as portas para o turismo espacial privado, no qual qualquer pessoa precisa apenas desembolsar (muito) dinheiro para uma empresa para visitar por alguns minutos os limites da Terra.

A nave Unity tocou a Terra por volta das 12h40 com segurança – cerca de uma hora após a decolagem. O avião chamado White Knight Two, carregando a nave Unity, partiu com 1h40 de atraso da previsão inicial. Inicialmente, o voo tripulado da Virgin Galactic estava marcado para as 10h (horário de Brasília), mas foi empurrado para às 11h30 – posteriormente, a decolagem sofreu mais dez minutos de atraso. O primeiro atraso aconteceu por condições climáticas durante a madrugada.

Por volta do meio dia, o White Knight Two já havia atingido 40 mil pés de altitude (12 km). Às 12h26, a Unity se desprendeu do White Knight Two e em 60 segundos quebrou a barreira da velocidade do som. Por volta das 12h30, a viagem atingiu altitude máxima e iniciou o processo de retorno – a Unity funciona como um planador neste retorno. Às 12h40, todos retornaram com segurança.

O foguete foi levado sob o avião a uma altitude de 15 mil metros, antes de se desprender – esta parte do voo durou cerca de 40 minutos. Então, o motor do Unity foi acionado, levando a espaçonave para uma subida em velocidade supersônica a altitudes superiores a 80,5 mil metros. No topo do arco da trajetória, os passageiros flutuaram por cerca de 4 minutos, antes de o avião espacial reentrar na atmosfera. Na transmissão oficial, foi possível observar Branson experimentando a microgravidade.

A SpaceShipTwo pode levar dois pilotos e até seis passageiros. A cabine possui 12 grandes janelas e nada menos que 16 câmeras. No voo deste domingo, dois pilotos e outros três passageiros, além de Branson, todos funcionários da Virgin, estavam à bordo.

Antes do voo deste domingo, a VSS Unity tinha ido três vezes para o espaço em 2018 e 2019 saindo da Califórnia e do Novo México. Em 2019, levou como passageiro um empregado da empresa. O último teste da Virgin Galactic aconteceu em maio deste ano. O resultado animou a empresa, que optou por fazer um voo tripulado com seu fundador.

– Quem seria melhor do que Richard Branson para testar a experiência completa na cabine? – questionou ao jornal The New York Times Aleanna Crane, vice-presidente de comunicações da Virgin Galactic.

Já Branson brincou.

– O mínimo que o fundador da empresa pode fazer é voar com seus funcionários – disse ao canal CNN.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend