Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 23 de April de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Twitter, Facebook e YouTube apagam publicações de Trump simpáticas a invasores do Capitólio

Por O Globo
Publicado em 06 de janeiro de 2021 às 21:14H

Compartilhe:
Apoiador de Donald Trump dentro da rotunda do Capitólio, ao lado da estátua de Gerald Ford, nesta quarta-feira Foto: SAUL LOEB / AFP

Algumas das principais plataformas de mídia digital tomaram medidas inéditas para restringir a circulação de vídeos e mensagens publicados por Donald Trump com teor favorável aos invasores do Congresso dos Estados Unidos nesta quarta-feira, apagando conteúdo produzido pelo presidente. À noite, o Twitter, rede social preferida de Trump, o baniu por 12 horas.

Ao longo de todo o dia, Trump emitiu mensagens simpáticas aos manifestantes. Mesmo quando gravou um vídeo os pedindo para irem para casa, disse que “os amava” e eles eram “muito especiais”.

À noite, Trump disse em um tuíte: “Estas são as coisas e eventos que acontecem quando uma vitória eleitoral esmagadora e sagrada é e cruelmente, sem cerimônia alguma, retirada de grandes patriotas que foram mal e injustamente tratados por tanto tempo. Vá para casa com amor e em paz. Lembre-se deste dia para sempre!“.

Inicialmente, o Twitter restringiu as interações com as mensagens, impedindo que fossem retransmitidas ou tivessem respostas, rotuladas como incitadoras da violência.

“Em linha com nossa Política de Integridade Cívica e orientações recentes, colocamos um rótulo no tuíte e restringimos significativamente o envolvimento com o tuíet devido ao risco de violência”, disse um porta-voz da empresa, citado pelo Guardian. “Isso significa que este tuíte não poderá ser respondido, retuitado ou curtido.”

Mais tarde, a rede social simplesmente apagou a mensagem de Trump, somando ao todo três exclusões. Pouco depois, a rede social o proibiu de postar por 12 horas.

Uma das mensagens apagadas foi um vídeo, também deletado por Facebook e o YouTube, no qual o presidente tentava deslegitimar o resultado da eleição presidencial depois que seus apoiadores invadiram o Capitólio dos Estados Unidos.

No vídeo, Trump pediu para os manifestantes voltarem para casa, mas insistiu na teoria falsa de que a  eleição foi roubada, e manifestou grande empatia pelos manifestantes, dizendo que são “muito especiais”.

— Eu entendo a sua dor, eu entendo a sua dor. Tivemos uma eleição que foi roubada de nós. Foi uma vitória esmagadora e todos sabem disso, especialmente o outro lado — disse Trump. — Mas você tem que ir para casa agora. Precisamos ter paz. Temos que ter lei e ordem.

Trump culpou seus adversários pela violência, e declarou amor àqueles que invadiram o Capitólio:

— Não podemos fazer o jogo dessas pessoas. Precisamos ter paz. Então vá para casa. Nós te amamos; vocês são muito especiais.

A fiscalização é rara nas três plataformas, especialmente em Facebook e YouTube. Outras mensagens, na qual Trump pede por respeito “à lei e ordem”, não foram tiradas do ar.

Desde o começo da pandemia, publicações de Trump com mensagens que contrariam a ciência tinham sido marcadas como conteúdo enganoso, mas esta é a primeira vez que mensagens do presidente são diretamente apagadas pelas redes sociais.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend