Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 04 de June de 2020
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Lista de espera do SUS deverá ser divulgada na internet

Por ORM
Publicado em 13 de fevereiro de 2020 às 14:34H

Compartilhe:
O usuário que aguarda por algum procedimento poderá ter acesso à sua colocação e informações sobre atendimentos realizados (Ary Souza / Arquivo O Liberal)

Os deputados estaduais aprovaram, em primeiro turno, projeto que garante a publicação, na internet, da lista de espera atualizada dos pacientes que aguardam atendimento dos serviços públicos de saúde no estado do Pará. A informação nominal será restrita, mas o usuário que aguarda por algum procedimento poderá ter acesso à sua colocação e informações sobre atendimentos realizados, semanalmente, para fazer o acompanhamento.

Conforme a matéria, as listas deverão ser específicas para cada especialidade médica e procedimento aguardado, e abranger todos os pacientes inscritos nas diversas unidades de saúde públicas, incluindo as entidades conveniadas ou quaisquer outros prestadores de serviços de saúde que recebam recursos públicos.

A aprovação em primeiro turno ocorreu sem a análise das emendas, que devem ser apreciadas na votação em segundo turno. O texto original abrange não apenas o Poder Executivo Estadual, mas também os municípios. Porém, os parlamentares têm discutido se isso seria inconstitucional e uma emenda retira os municípios da norma.

Autor da matéria, o deputado Jaques Neves (PSC), que também é presidente da comissão de Saúde da Alepa, explica que a inclusão ou não dos municípios deve ser mais bem debatida, inclusive com os próprios gestores da pasta de saúde, até a conclusão da votação da matéria. Para ele, é possível emenda de plenário para que o texto não fale em município, mas “em todos os gestores da saúde”, possibilitando integralizar essa regulamentação. Caso contrário, a lei iria valer apenas para instituições e unidades de saúde do Estado Conforme o projeto, as listas de espera devem ser atualizadas no mínimo uma vez por semana.

O atendimento dos pacientes deverá seguir rigorosamente essa lista, na ordem cronológica de inscrição dos mesmos, salvo nos procedimentos emergenciais ou prioritários, com a justificativa médica ao lado do nome da identificação do paciente beneficiado com a preferência.

A atualização semanal da lista também informará o número de pacientes atendidos na semana anterior, em cada especialidade e procedimento aguardado.

Entre as informações que devem constar nas listas está a data de solicitação da consulta, exames e intervenções cirúrgicas; a posição que o paciente ocupa na fila de espera da especialidade médica pertinente; a relação dos inscritos habilitados para o respectivo exame, consulta ou procedimento cirúrgico; a relação dos pacientes já atendidos, desde o ingresso do interessado na lista, por meio da divulgação do número do Cartão Nacional de Saúde – CNS ou do Cadastro de Pessoas Físicas – CPF; a especificação do tipo de cirurgia, consulta e exame médico aguardado; a estimativa de prazo para o atendimento solicitado; a identificação de cada paciente da fila que tenha recebido preferência ou prioridade sem aguardar a ordem cronológica, com a respectiva justificativa técnica.

“Este projeto tramita na Casa desde 2018 e marca sobretudo a democracia do SUS no Pará e proporciona o contrato igualitário a todos que precisam e também conveniados da rede. O Pará é o segundo estado da Federação que tem um projeto como esse, mas de forma mais ampliada. O primeiro é Santa Catarina, que tem uma lei. O parlamento responde uma necessidade da população, que é de ver essa transparência na fila do SUS, para que ninguém passe na frente de ninguém”, avalia o deputado Jaques Neves. Para ele, a matéria possibilita também que se acompanhe a evolução no atendimento, verificando se determinada fila tem andando ou não. 

A promotora Suely Catete, da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos Constitucionais Fundamentais e Direitos Humanos, do Ministério Público do Estado, com atuação na área da saúde, explica que a lista de espera completa não seria aberta, disponibilizada a todos.

Pelo projeto, o usuário que está esperando o serviço é que terá acesso à sua colocação e saberá a quantidade de atendimentos que estão sendo feitos, até chegar a sua vez, podendo fazer esse acompanhamento, pela internet.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend