Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 23 de October de 2019
Sistema Floresta

Desmatamento na Amazônia Legal aumenta 26% em maio de 2019, diz Amazon; Pará teve o maior índice

Por G1
Publicado em 23 de junho de 2019 às 09:52H

Compartilhe:
Amazônia — Foto: Rede Globo

A Amazônia Legal teve aumento de 26% do índice de desmatamento no mês de maio de 2019, em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon).

Foram registrados quase 800 quilômetros cúbicos de área desmatada. Em 2018, no mesmo mês, foram 634 km³.

De acordo com o Boletim do Desmatamento (SAD), divulgado nesta sexta-feira (21), o Pará foi o estado que registrou maior índice, com 40% do total detectado. O estado é seguido pelo Amazonas, com 20%, e Mato Grosso, com 19%.

Em relação à degradação florestal – quando há corte seletivo das áreas ou queimadas – o Amazonas lidera o ranking, com 48% do total de 76 quilômetros quadrados na Amazônia Legal.

Segundo o Imazon, a tendência de aumento segue também no período acumulado entre agosto de 2018 a maio de 2019. O levantamento mostra que houve aumento de 22% das áreas desmatadas em comparação ao mesmo período anterior.

Áreas de Proteção Ambiental

O levantamento mostra, ainda, que um terço do desmatamento ocorreu em Unidades de Conservação. As três áreas mais desmatadas são localizadas no Pará.

A Área de Proteção Ambiental Triunfo do Xingu, no Pará, foi a mais desmatada – 132 quilômetros quadrados. A unidade é seguida da Floresta Nacional do Jamanxim e a Estação Terra do Meio, ambas também no Pará, que tiveram 23 km² e 12 km² desmatados, respectivamente.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend