Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 21 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Dois homens acusados pela chacina na Transcametá são mortos em confronto com a polícia

Por Floresta News
Publicado em 03 de maio de 2019 às 23:38H

Compartilhe:

A Polícia Civil do Estado do Pará, em uma ação conjunta da Diretoria de Polícia do Interior e do Núcleo de Inteligência Policial, comunica que os nacionais Marlon Alves e Alan Alves vieram a óbito no fim da tarde de hoje, dia 03/05, após confronto com policiais civis em um bairro da Cidade de Maraba.

A ação policial ocorreu em decorrência da força-tarefa instituída pelo Delegado Geral, o Dr Alberto Teixeira, no dia seguinte ao dos crimes que ficou conhecido como “Chacina de Baião”, que vitimou 06 pessoas, dentre elas a ativista, a Sra Dilma, no dia 22 de março do corrente ano.

Através das investigações policiais, o esconderijo dos assassinos foi descoberto pela Polícia Civil que cercou a casa e deu voz de prisão aos acusados.

Contudo, armados, os irmãos Marlon Alves e Alan Alves reagiram a ação policial e efetuaram disparos de arma de fogo na direção dos agentes do Estado, que revidaram a agressão.

Feridos, os acusados ainda foram socorridos pelos policiais a unidade de saúde mais próxima, contudo vieram a óbito no deslocamento. Felizmente nenhum policial civil foi ferido na ação.

A “Chacina de Baião” ocorreu no dia 22 de março de 2019. Dos 07 envolvidos nesses crimes, 04 foram presos, 02 vieram a óbito em confronto com a Polícia e apenas 01 ainda está foragido.

As buscas pelo último envolvido, o Glaucimar Francisco Alves, vulgo Pirata, seguem intensas e a Polícia Civil continua sem medir esforços para dar a resposta social adequada a esse crime bárbaro que ocorreu na zona rural do Município de Baião.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend