Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 26 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Estado e Caixa assinam contrato de R$ 500 milhões para investimentos em saúde, mobilidade urbana e turismo

Por Dol
Publicado em 07 de março de 2020 às 12:29H

Compartilhe:
O contrato com a destinação do recurso foi assinado ontem entre o Estado e a Caixa | Bruno Cecim/Agência Pará

Na manhã de sexta-feira (6), no Palácio do Governo, o governador do Pará, Helder Barbalho, assinou o contrato de financiamento com a Caixa Econômica Federal no valor de R$ 537.332.634,96. O recurso é destinado para investimentos nas áreas da saúde, desenvolvimento, mobilidade urbana, infraestrutura e turismo.

Na ocasião, o governador do Pará anunciou onde o dinheiro desse novo contrato com a Caixa será aplicado. São obras de saúde pública, como a construção do Pronto Socorro do Bengui, aparelhamento do Hospital da Mulher, requalificação do Hospital Ophir Loyola e Hospital Gaspar Viana, implantação do sistema de drenagem e asfalto em todas as regiões do estado, abastecimento de água e investimentos em 13 municípios do Marajó que ganharão reformas e construções de novos terminais hidroviários e outras. “Esses investimentos permitem que o estado do Pará possa executar obras fundamentais para a vida dos paraenses”, destacou o governador.

“Nós estaremos consolidando dois novos hospitais para o estado, o especializado para a mulher, como também um novo Pronto Socorro para a capital. Assim como, estradas, interligando as regiões, obras de saneamento e abastecimento de água. Portanto, uma composição importantíssima que fortalece a capacidade de investimentos no Pará”, afirmou Helder Barbalho.

EQUILÍBRIO

Esses novos contratos de financiamentos para execução de grandes obras públicas só foram possíveis em decorrência do equilíbrio fiscal do Governo do Pará, em 2019. “Nós temos feito um trabalho de controle, de receitas e despesas para poder focar em grandes investimentos. O ano de 2019 foi um ano muito bom, baixamos os dados de alerta e fomos o sexto estado que mais investiu no Brasil”, ressaltou Hanna Gassan, secretária de planejamento e administração pública.

A Caixa Econômica Federal é uma instituição financeira que auxilia no financiamento de obras públicas e faz as intermediações de recursos federais para os governos estaduais. “Essa é uma operação financeira, um empréstimo, onde a Caixa tem orgulho e prazer de participar como agente financeiro. Vamos juntos atuar no desenvolvimento sustentável, na geração de emprego e renda, e na melhoria da população”, reforçou Antônio Simões, superintendente regional da Caixa Econômica Federal.

Helder entrega hospital do Baixo Tocantins reformado

Hoje (7), às 10h, o governador Helder Barbalho entregará o Hospital Regional do Baixo Tocantins – Santa Rosa pronto. A unidade atenderá 740 mil habitantes de 11 municípios. No final de 2018 o Hospital foi entregue com obras não concluídas, onde havia um poste de energia elétrica ativo em seu interior e várias de suas instalações já deterioradas pela má qualidade da construção e conservação.

O Hospital Santa Rosa contará com 94 leitos e estará apto a realizar atendimentos de obstetrícia no regime de porta aberta, e referenciado em pediatria, cirurgia geral (urologia e ortopedia) e clínica geral naqueles casos mais graves que possam requerer cuidados intensivos. Pela primeira vez a região contará com Leitos de UTI de adultos e de UTI Neonatal.

Além disso, o hospital oferecerá serviços de apoio em Nutrição, Farmácia, Fisioterapia, Serviço Social, Psicologia e Fonoaudiologia. Na área de diagnóstico, haverá laboratório de análises clínicas, anatomia patológica, métodos gráficos, raio x, ultrassonografia com Doppler, endoscopia digestiva, mamografia, eletro e ecocardiografia.

Serão oferecidas mensalmente 1,8 mil consultas médicas, 500 consultas com outros profissionais de saúde, 2,8 mil atendimentos obstétricos de urgência; 370 internações hospitalares e cerca de 13,5 mil procedimentos diagnósticos. Todos os serviços serão regulados pela Central Estadual de Regulação.

Além de Abaetetuba, o Hospital Público Regional Santa Rosa deve atender também pacientes oriundos de Cametá, Moju, Igarapé-Miri, Baião, Mocajuba, Barcarena, Oeiras do Pará e Limoeiro do Ajuru.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend