Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 11 de August de 2020
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Governo anuncia mudanças no bandeiramento de risco de quatro regiões do Pará; Nordeste sobe para bandeira amarela

Por G1
Publicado em 02 de julho de 2020 às 16:17H

Compartilhe:
Helder Barbalho — Foto: Jornal Nacional

O governo do Pará anunciou, nesta quinta-feira (2), quatro mudanças na classificação de bandeiras, que definem a reabertura econômica do estado durante a pandemia de Covid-19. Segundo o Governo, a região do Araguaia, no sul do Pará, deverá endurecer as medidas de restrição, devido ao aumento de casos da doença. No entanto, as regiões Nordeste, Marajó Ocidental e Carajás devem ter medidas flexibilizadas.

O anuncio das mudanças nas classificações de bandeiras foi feito durante o pronunciamento de novas estratégias do plano “Retoma Pará”, que prevê a reabertura gradual das atividades econômicas do Pará. Um novo decreto que normatizará a estratégia de enfrentamento à Covid-19 será publicado ainda nesta quinta (2).

De acordo com o Governo, a região do Araguaia, no sul do Pará, regrediu na classificação de risco, passando a ser considerada uma região com “risco alto” de contaminação pela Covid-19. Por conta disso, a cidade foi classificada com a bandeira vermelha. De acordo com o Governo, apenas serviços essenciais poderão funcionar na região.

Além disso, outras três regiões do estado tiveram as medidas de restrição flexibilizadas devido ao controle no contágio da doença e a disponibilização de leitos hospitalares. Segundo o Governo, as regiões Marajó Ocidental e Carajás, antes classificadas como “risco alto”, agora são foram incluídas na categoria de “risco médio”, representado pela bandeira laranja. Com a mudança, atividades não essenciais, como shoppings centers, comércio de rua, igrejas e construção civil podem voltar a funcionar, com restrições.

A terceira mudança foi na região Nordeste do Pará. A partir de agora, o local passa a ser classificado como “risco intermediário”, representado pela bandeira amarela. Com a medida, a localidade terá as medidas de isolamento social ainda mais flexibilizadas, permitindo o aumento da capacidade de pessoas em estabelecimentos comerciais e igrejas.

Entenda o bandeiramento

Bandeiramento elaborado pelo Governo do Pará — Foto: Reprodução/ Governo do Pará

Bandeiramento elaborado pelo Governo do Pará — Foto: Reprodução/ Governo do Pará

Durante o plano de retomada das atividades econômicas, o governo do Pará utilizará bandeiras para sinalizar as cinco fases de reabertura. Segundo o Governo, o estado foi dividido em zonas, que foram classificadas de acordo com a taxa de leitos de UTI disponíveis, taxas de testes e índice de contágio da doença em cada região.

Segundo os critérios determinados pelo Governo, cada região do estado foi enquadrado entre:

  • Risco Alto (bandeira vermelha) – municípios com taxa de transmissão alta e baixa capacidade do sistema de saúde
  • Risco Médio (bandeira laranja) – municípios com taxa de transmissão média e média capacidade do sistema de saúde
  • Risco Intermediário (bandeira amarela) – Municípios paraenses com taxa de transmissão intermediária e média capacidade
  • Risco Baixo (bandeira verde) – Municípios com taxa de transmissão baixa e alta capacidade do sistema de saúde
  • Risco mínimo (bandeira azul) – Município com taxa de transmissão mínima e alta capacidade do sistema de saúde

Apesar da classificação, a liberação para a retomada das atividades em cada setor ficará a cargo das Prefeituras. Foram elaborados 36 protocolos de retomada das atividades, para que elas ocorram de forma segura e gradual.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend