Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 25 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Governo do Estado incentiva e valoriza fotógrafos profissionais e amadores

Por Agência Pará
Publicado em 20 de agosto de 2021 às 00:24H

Compartilhe:

O Dia Mundial da Fotografia é celebrado neste 19 de agosto para homenagear o talento daqueles que enxergam recortes únicos da realidade, testemunhas da história por meio de seus registros. O Governo Pará valoriza a sensibilidade dos fotógrafos com ações de formação e incentivo profissional e amador.

Curro Velho

Iniciantes da arte de fotografar contam com as oficinas da Fundação Curro Velho, que formam profissionais há três décadas. “As linguagens artísticas visuais sempre foram prestigiadas pela Fundação Cultural do Pará. A fotografia está inserida nesse rol, desde seu formato analógico até as experimentações digitais. Tanto como espaço de exposição – ocupando nossas galerias com a mostra do trabalho de diversos artistas – quanto como nas oportunidades de produção e aprendizado nas nossas oficinas, a Fundação acredita no potencial da fotografia de contar histórias, emocionar e apresentar novos olhares.”, conta Guilherme Relvas, presidente da Fundação Cultural do Pará, que gerencia o Curro Velho.

As duas primeiras décadas de atividades envolveram muitos instrutores e alunos na realização de um amplo programa de oficinas que iam da iniciação com a fotografia artesanal ao laboratório analógico preto e branco, desdobrado também em fotojornalismo ou experimentações artísticas no campo da fotografia construída. 

Já a terceira década teve como tecnologia predominante a fotografia digital, as mídias móveis e uma aproximação com a linguagem audiovisual e com a prática artística contemporânea, não deixando de inserir nessas práticas a experimentação com processos fotográficos históricos, artesanais e analógicos.

A produção dos participantes das oficinas é desde o início organizada em mostras na sede do Curro e em fotovarais instalados em praças e espaços públicos. O meio virtual também é utilizado pelos instrutores e alunos para veicular a produção das oficinas. São exemplos dessa divulgação os perfis criados em mídias sociais e websites com expografia associada à proposta de oficina e aos sentidos dos trabalhos realizados nela. 

Oficinas no TerPaz

O Programa Territórios pela Paz (TerPaz) também é outra iniciativa que valoriza a fotografia por meio de oficinas desenvolvidas pela Diretoria Popular de Comunicação Comunitária (DCPC) da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom). 

Com a missão de exercer a Comunicação Pública, a diretoria visa fomentar múltiplas vozes e coletividade nas comunidades, assim como democratizar o acesso às mídias e possibilitar a construção de narrativas de pertencimento e protagonismo em todo o Pará.

Em 2019 foram realizadas duas Oficinas de Fotografia. No bairro da Cabanagem, 30 jovens participaram e expuseram suas fotografias que, posteriormente, foram entregues aos alunos. A segunda foi realizada no bairro do Guamá e contou com 21 participantes.

Em 2020, ocorreu uma exposição desta última oficina na Estação Cidadania, assim como uma nova oficina realizada no município de Soure, que contou com 15 participantes. Para 2021 estão previstas oficinas no TerPaz Bengui, em setembro, e outra de Fotografia Móbile em Abaetetuba, no mês de outubro.

Concurso ‘Olhar de Servidor’

Está em andamento o concurso Olhar de Servidor, promovido pela Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad). A iniciativa é realizado em alusão ao dia do servidor público, celebrado em 28 de outubro. 

O concurso vai escolher as melhores fotografias autorais e inéditas nas seguintes categorias: nossa gente, nossa biodiversidade, nosso patrimônio histórico e cultural e nossa gastronomia. 

Para Tainná Alencar, secretária adjunta de gestão de pessoas da Seplad, a ação tem a finalidade de incentivar e valorizar a produção de artes visuais focando na categoria fotografia desenvolvida como atividade paralela dos servidores públicos estaduais. “Este ano a seleção das fotos será em três fases. A primeira é a conferência das propostas por parte da comissão organizadora do concurso; a segunda será avaliação e seleção prévia das fotografias pela comissão técnica onde serão indicados os 40 melhores trabalhos em fotografia para seguirem a última fase, que é a mais aguardada que é a votação popular aberta”, pontua a secretária adjunta.

Como acrescenta Tainná, o concurso também oferece recortes por meio de uma visão própria do servidor público “quanto às belezas do povo do Estado do Pará, riquezas naturais ou aquelas construídas pelos homens, incentivando o sentimento de pertencimento bem como valorizando o turismo local”. 

Marcelo Seabra conta que iniciou na fotografia por acaso, já que estava desempregado e viu na televisão a oportunidade de fazer um curso de fotografia. Se interessou mais pela parte do laboratório de revelação. Convidado por um amigo para tirar suas férias em um veículo impresso da cidade, na sua primeira cobertura foto jornalística foi em uma pauta “tensa”. “No primeiro dia que eu fui eu fotografei uma rebelião em São Brás e fui capa no outro dia do jornal. Aquilo foi como se fosse um vício. Entrou na veia e não saiu mais até hoje”, conta o fotógrafo.

Em 2020 o fotógrafo aproveitou a oportunidade e se inscreveu na primeira edição do concurso “Olhar de Servidor” e foi premiado. “Quando entrei pro Governo do Estado, teve o concurso e resolvi me inscrever. Tirei 3º lugar no tema ‘Meu patrimônio’ com a foto ‘Chuva da tarde’.”, explica.  

O concurso desperta muita gente que tem na fotografia mas não tem como mostrar. Tem muito fotógrafo bom que ainda não sabe ainda que é bom. Com esse olhar que a pessoa vai conseguir ter confiança nela mesma”, incentiva o veterano. 

As inscrições para o concurso terminaram no último dia 13 de agosto. A publicação do resultado final será no dia 18 de outubro de 2021.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend