Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 27 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Governo não descarta medidas mais rígidas para conter a pandemia no Pará

Por ORM
Publicado em 15 de abril de 2020 às 18:29H

Compartilhe:
As medidas adotadas a partir do decreto estadual podem ficar ainda mais rígidas, disse o governador (Maycon Nunes / Arquivo Ag. Pará)

O governador Helder Barbalho comentou, em entrevista à TV Liberal, no começo da tarde desta quarta-feira (15), a recomendação que o Ministério Público Federal e a Defensoria Pública da União fizeram para o governo adotar medidas mais rígidas no combate ao novo coronavírus. Segundo o governador, aumentar ainda mais as medidas restritivas para conter a pandemia é algo que vem sendo analisado pelo executivo estadual.

Segundo o documento, protocolado na terça-feira (14), o governo deve suspender imediatamente todas as atividades não essenciais no estado. “Eu tenho, desde o primeiro momento, trabalhado ouvindo o Ministério Público Federal, o Estadual, o Poder Judiciário. E também é importante que possamos ouvir a população em geral. Nós fizemos as medidas restritivas de suspensão de aulas, voos, de suspensão de transporte interestadual, seja de barco, seja de ônibus. Fizemos o fechamento de bares, restaurantes, shoppings, cinemas, casa de espetáculos. Agora é muito importante que nós possamos ir avaliando essa questão do comércio de rua. Neste momento está permitida aglomeração de até dez pessoas nos comércios de rua. Eu recebi ontem esse expediente do Ministério Público Federal e também da Defensoria. Tive uma reunião  com eles, por videoconferência, na última segunda-feira, e com técnicos da UFPA. E nós estamos avaliando conjuntamente essa tomada de decisão para que possamos, primeiro, sempre valorizar a estratégia de salvar a vida das pessoas. Mas, ao mesmo tempo, encontrar a dose certa que possa permitir também que o impacto sobre o dia a dia e a rotina seja o menor desastroso para a geração de emprego e oportunidades par a população”, afirmou.

Cobrança em unidade pública deve ser denunciada à Polícia

O governador também foi perguntado sobre denúncias de cobrança de dinheiro dentro de unidades públicas. “É muito importante que seja denunciado. Isto pode ocorrer eventualmente só se for em unidade básica de saúde de maneira ilegal. Isso é caso de polícia. Peço que faça a denúncia ao 190, ao 181. É caso de polícia e que possa prender quem possa estar fazendo isso. Laboratórios privados e hospitais privados estão oferecendo o serviço. Agora, cobrar em unidade pública é crime e crime tem que ser combatido com a dureza da lei. Faço um apelo à população: se em alguma unidade de saúde da prefeitura, se alguma estrutura do estado, porventura houver qualquer cobrança, denuncie ao 190, pra que possamos tomar as providências e botar na cadeia quem estiver fazendo isso”, afirmou.

Helder falou, ainda, sobre seu estado de saúde depois de ter sido positivado para o novo coronavírus. E agradeceu as mensagens que recebeu da população paraense. “Me sinto bem. Estou trabalhando em isolamento na minha residência. Apenas alguns leves sintomas. Um pouco de dor nas costas, um pouco dor de cabeça e na profundidade dos olhos e um pouco de dormência na língua. Mas, graças a Deus, estou muito bem e continuando a minha agenda normalmente, só que de forma remota e da minha casa”, afirmou.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend