Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 24 de January de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Helder esclarece primeira morte por Covid-19 no Pará e fala sobre reabertura de shoppings

Por Dol
Publicado em 01 de abril de 2020 às 22:52H

Compartilhe:

Durante uma coletiva ao vivo, nesta quarta-feira (1º), o governador do Pará, Helder Barbalho, esclareceu questões sobre a primeira morte pelo novo coronavírus no estado. A vítima é uma idosa de 87 anos, que morreu na Vila Alter do Chão, em Santarém, oeste paraense.

Segundo Helder, familiares da vítima disseram que ela não morreu por coronavírus, o que veio a confundir algumas pessoas. Porém, durante o ao vivo, o governador mostrou o laudo que constata a morte da idosa por insuficiência respiratória e bronquite pulmonar, além do resultado do teste que diagnosticou que a vítima estava com Covid-19.

O exame foi feito em um laboratório particular de Belo Horizonte (MG) e o resultado só foi comunicado à Secretaria Municipal de Saúde de Santarém após o óbito da idosa, que ocorreu no dia 19 de março. Apenas no dia 25 de março, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) foi informada, conduziu inquérito epidemiológico e validou o óbito pelo novo coronavírus.

Helder esclareceu que a identidade dos pacientes diagnosticados com Covid-19 no estado foram e continuam sendo preservadas, e que o nome da idosa foi divulgado por familiares. Além disso, o governador diz ainda que se sentiu obrigado a mostrar documentos para desmentir boatos e manter a transparência do governo do estado. “Eu sempre vou agir com transparência, seja para dar uma boa notícia, seja para dar uma notícia triste”, disse Helder.

ISOLAMENTO

O governador reforçou o pedido de isolamento horizontal, ou seja, para todas as pessoas que puderem ficar em casa. Ele disse também que apesar do Pará ser o estado com menor incidência de Covid-19 no Brasil, o número de casos confirmados segue aumentando. “Isolar apenas idosos não é o suficiente. Todas as pessoas devem manter o isolamento”, reforçou Alberto Beltrame, secretário de Saúde do estado do Pará, que também estava na coletiva.

Helder também exemplificou que não adianta manter apenas os idosos, que fazem parte do grupo de risco, em isolamento. Pois, se eles tem contato com uma pessoa jovem, um sobrinho, um filho, que continua saindo, poderão ser contaminados. Além disso, o governador reforçou que pessoas jovens não estão imunes ao Covid-19 por não pertencerem ao grupo de risco e citou o exemplo de São Paulo, que tem em sua maioria contaminados com idades entre 30 e 39 anos.

FROTA DE ÔNIBUS

O governador criticou municípios que estão diminuindo a frota de ônibus devido ao isolamento e diz que as pessoas que precisam sair de casa estão sendo prejudicadas. Além de citar as aglomerações que são formadas dentro dos coletivos, o que facilita a contaminação pelo novo coronavírus.

Helder informou também que o hospital de campanha de Belém já está em construção e que os outros três aguardam a chegada do material para serem construídos. Além disso, o governador afirmou que o estado possui um estoque de 800 tratamentos compostos de hidroxicloroquina e azitromicina, para possíveis casos de coronavírus em estado grave. Até o momento nenhum foi utilizado e todos os pacientes confirmados estão se recuperando em isolamento domiciliar. 

SHOPPINGS

Durante as perguntas feitas pela imprensa, Helder foi questionado sobre os shoppings centers de Belém já terem uma reabertura marcada, agendada para o dia 16 de abril, e respondeu que ainda é precipitado datar e que as analises que determinam a rotina do estado são feitas a cada quinze dias, que é o tempo do ciclo de manifestação do Covid-19.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend