Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 22 de January de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

INSS tem quase 58 mil benefícios pendentes

Por O Liberal
Publicado em 28 de janeiro de 2020 às 12:57H

Compartilhe:

A demora no atendimento a pedidos ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) fez com que o Tribunal de Contas da União (TCU) cobrasse na última sexta-feira, 24, um “raio-x” das solicitações atrasadas de benefícios e o custo operacional para que as filas sejam reduzidas. No Pará, de acordo com levantamento do INSS no Estado, no último dia 16 deste mês, 57.966 processos de benefícios estavam pendentes há mais de 45 dias, sendo o número de 1,433 milhões de processos em espera no Brasil. O tempo médio de espera, segundo a Divisão de Benefício da Gerência-Executiva do INSS Belém, tem sido de 120 dias.

O INSS afirma que o principal benefício solicitado no Pará e em todo o Brasil são as aposentadorias por idade e por tempo de contribuição. Em relação à resolutividade dos serviços de manutenção de benefício, ponto também criticado por usuários, o órgão argumenta que “a variação no tempo de espera acontece conforme a complexidade do serviço”. Nos casos de cadastro de procurador, que é o segundo serviço mais demandado, a média de tempo de espera, segundo o INSS, é de 120 dias, “já o bloqueio/desbloqueio de empréstimo, que é o serviço mais demando na Gerência Belém, tem gerado a espera de 7 dias”.

“A projeção do INSS (nacional) é que em 6 meses esse estoque seja terminado, solução possível com a transferência de mais 2 mil servidores para a análise de benefícios. Esclarecemos que diante de medidas da gestão, e a partir dos mecanismos estabelecidos na lei 13.846/2019, a produção média anual dos servidores aumentou de 296 processos em 2018 para 409 processos em 2019”, diz o Instituto.

E conclui com o argumento de que “o estoque cresce quando o número de requerimentos supera a quantidade de benefícios analisados e despachados. Ressalta-se que nenhum benefício está atrasado por causa da adaptação dos sistemas com as novas regras instituídas pela Emenda Constitucional 103. Desde 13 de novembro de 2019, data da publicação da nova Previdência, o estoque foi reduzido em 170 mil”.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend