Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 22 de January de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Ministério do Meio Ambiente vai ajudar comissão de deputados na apuração de suposto vazamento no Pará

Por G1
Publicado em 22 de fevereiro de 2018 às 14:48H

Compartilhe:

Ministério disponibilizou a experiência do Núcleo de Prevenção e Atendimentos a Emergências Ambientais do Ibama para acompanhar investigação.

Mineradora fica localizada no município de Barcarena, distante 100 km da capital. (Foto: Joao Ramid/Hydro/Alunorte)

A comissão externa da Câmara dos Deputados reuniu com o ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, para pedir auxílio sobre as investigações do suposto vazamento de rejeitos da empresa norueguesa Norsk Hydro, em Barcarena, no nordeste do Pará. A comissão foi criada para apurar as denúncias, que surgiram desde o último sábado (17). Imagens feitas no município mostram uma alteração na cor da água do rio, que seria a lama vermelha rejeitada na operação da fábrica (bauxita e solda cáustica).

O Ministério do Meio Ambiente disponibilizou a experiência do Núcleo de Prevenção e Atendimentos a Emergências Ambientais do Instituto Brasileito de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para acompanhar as investigações.

A comissão fará visita técnica na empresa na manhã de sexta-feira (23) e em seguida reunirá com a comunidade Itupanema. Moradores da comunidade, que foi atingida pelo alagamento do último final de semana, temem passar por desastre semelhante ao que inundou Mariana, em Minas Gerais.

A empresa de mineração negou o vazamento ou ruptura das barragens de rejeitos de bauxita. “O que eu posso dizer foi que não houve transbordo ou ruptura. A barragem é projetada para receber excesso de água”, afirmou o diretor de Meio Ambiente, Saúde, Segurança e Responsabilidade Social da Hydro, Domingos Campos.

No último domingo (18), fiscais da Secretaria de Meio Ambiente do Estado fizeram uma inspeção na empresa e confirmaram que não houve nenhum vazamento. A secretaria também não constatou o transbordamento de dejetos, mas notificou a empresa por verificar falhas no sistema de drenagem pluvial que precisam ser corrigidas para evitar possíveis problemas ambientais.

O caso vem mobilizando diversas autoridades. O Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema) solicitou que a OAB-PA realize uma audiência pública, em caráter de urgência, para tratar sobre as denúncias. O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) instaurou dois inquéritos para apurar as denúncias de vazamentos. O Instituto Evandro Chagas vai divulgar nesta quinta (22), o resultado da coleta de amostragens de águas e efluentes.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend