Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 10 de April de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Polícia Federal vai apurar violência contra fiscais do Ibama no Pará

Por Notícias ao Minuto
Publicado em 07 de maio de 2020 às 07:52H

Compartilhe:
© Divulgação / Polícia Federal

A Delegacia de Polícia Federal de Santarém, no Pará, abriu investigação para apurar o caso de violência que envolveu um agente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no sudoeste do Pará, na terça-feira, 5. O fiscal foi agredido com uma garrafada no rosto durante operação contra o desmatamento na Amazônia, nos municípios de Uruará e Terra Indígena Cachoeira Seca.

Após denúncia, a Polícia Federal informou, em nota, que diligências policiais já estão em andamento, “assim como a instauração de um Inquérito Policial para a apuração dos fatos, incluindo a possível agressão sofrida por um servidor federal”.

A agressão teria sido provocada por madeireiros da região após a apreensão dos veículos usados pelos infratores. Durante a operação, os fiscais queimaram três caminhões e dois tratores usados para retirada ilegal de madeira e apreenderam um caminhão. O grupo de madeireiros, formado por pelo menos dez homens, então, criou uma emboscada aos fiscais. Durante o tumulto, um homem jogou uma garrafa no agente. Ao ser atingido, ele caiu no chão e logo foi atendido no hospital municipal. O quadro de saúde dele é estável.

É o segundo caso de agressão a agentes ambientais no mês de maio. No último sábado, 2, em São Paulo, um guarda-parque foi morto durante operação da Polícia Ambiental contra um garimpo ilegal no interior do Parque Estadual de Intervales, no Vale do Ribeira.

Confira a nota do Ibama:

“O Ibama repudia a agressão contra agente ambiental federal ocorrida nesta terça-feira (05/05), durante operação de combate ao desmatamento ilegal realizada na região de Uruará, no Pará. Um grupo que tentava impedir a apreensão de um caminhão retirado de área desflorestada ilegalmente no entorno da Terra Indígena (TI) Cachoeira Seca arremessou uma garrafa em direção à cabeça do servidor, que foi socorrido, medicado e liberado.

Horas antes do ataque, helicópteros do Ibama haviam identificado área de exploração ilegal de madeira na região, onde operavam quatro caminhões e dois tratores. Os infratores fugiram antes que a equipe de fiscalização encontrasse local apropriado para pouso. Ao inspecionar o maquinário abandonado, os agentes constataram que apenas um dos caminhões, ainda novo, havia ficado com a chave de ignição e poderia ser transportado até Uruará.

Manifestantes aguardavam a equipe de fiscalização em uma ponte a caminho do município. O grupo tentou impedir o deslocamento do caminhão e, durante discussão com os agentes, arremessou a garrafa contra o servidor. Agentes da Força Nacional que participavam da operação para oferecer segurança contiveram a escalada da violência.”

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend