Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 25 de January de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Rede de fibra ótica vai integrar 80 municípios na Amazônia

Por ORM
Publicado em 02 de março de 2020 às 10:48H

Compartilhe:

Almeirim, Santarém e Alenquer, no Baixo Amazonas, estão incluídos no primeiro trecho do Projeto Piloto, Infovia 00, do Programa Amazônia Integrada e Sustentável (PAIS), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A iniciativa prevê a expansão da infraestrutura de comunicações, por meio da implantação de um backbone da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) na região amazônica. Ao todo, a nova rede de fibra ótica subfluvial percorrerá 10 mil quilômetros, interligando 80 municípios e beneficiando uma população de aproximadamente 9,2 milhões de habitantes.

A primeira etapa tem previsão de conclusão em dezembro de 2020 e deve interligar Macapá (AP) ao Pará, pelos três municípios do oeste paraense. A rota da fibra ótica será feita por meio de cabos nos leitos dos rios da Amazônia: Negro, Solimões, Madeira, Purus, Juruá e Rio Branco. O objetivo é acabar com as quedas constantes de serviços por falta de uma infraestrutura adequada de transporte de dados ocasionadas pelas atuais redes de telecomunicações da Amazônia. A região tem grande extensão territorial, baixa densidade populacional, que é carente de conectividade, sobretudo de alta velocidade.

A implantação e operacionalização dessa rede de alta velocidade será feita pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), órgão ligado ao MCTIC. Há 30 anos, a RNP oferece serviços de internet de elevada capacidade, principalmente à comunidade acadêmica do Brasil, ligando à internet 800 instituições espalhadas por todo o território brasileiro.

Os primeiros beneficiários do PAIS serão os alunos, professores e pesquisadores das universidades, institutos de Educação Tecnológica, centros de pesquisa, hospitais de ensino e instituições de Ciência e Tecnologia, conectados pela RNP. Por meio de infraestrutura compartilhada com o setor privado, os provedores de internet e as operadoras de telecomunicações, será disponibilizada conexão à internet em banda larga de alta capacidade para escolas, unidades de saúde, administração pública municipal, estadual e federal, tribunais de Justiça, domicílios e empresas locais, além da possível utilização para os sistemas de telefonia 4G e, futuramente, para o 5G e a Internet das Coisas – IoT. Ou seja, toda a população da Amazônia será beneficiada.

O Programa Amazônia Integrada e Sustentável será financiado e mantido por vários ministérios, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e emendas parlamentares, contando com esses recursos públicos para sua execução. Além de atender a toda a Região Norte, existem entendimentos em andamento para conexão dessa rede do PAIS aos cabos que se conectam ao Peru, a partir de Tabatinga (AM); e à Guiana Francesa, a partir de Macapá (AP).

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend