Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 17 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Saneamento paraense deve ter recursos do Banco Mundial

Por ORM
Publicado em 06 de março de 2020 às 13:19H

Compartilhe:

Nesta quinta-feira (5), o governador do Estado, Helder Barbalho, e secretários de diversas pastas encontraram com representantes do Banco Mundial, no Palácio do Governo, em Belém. O banco internacional pretende realizar parcerias com o Pará, sendo que o saneamento é o foco no momento. Na ocasião, foram apresentadas algumas linhas de financiamento que o banco possui e que podem interessar ao Estado, sobretudo no caso de projetos de desenvolvimento econômico e social.

O Estado pretende, em maio deste ano, levar um documento com as principais propostas de obtenção de financiamento para o encontro com a Comissão de Financiamentos Externos (COFIEX), órgão colegiado do Ministério da Economia. Além de focar no saneamento básico, o governo também aponta o interesse de alocar recursos no Programa “Amazônia Agora” e continuar investindo na melhoria de rodovias.

Conforme aponta o governador Helder Barbalho, a parceria com o banco deve impulsionar os projetos da Companhia de Saneamento do Pará.  “Precisamos renovar a estrutura de investimentos da Companhia (Cosanpa), que no momento, são absolutamente obsoletas. Por outro lado, ampliar o abastecimento que desde 1993 nunca expandiu, e por isso hoje enfrentamos problemas sérios”.

Um dos projetos do Banco Mundial é melhorar a gestão em áreas como educação e saúde. Para a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, esta linha de financiamento é compatível com as perspectivas da atual gestão. “Precisamos fazer investimentos na implantação de sistemas de tecnologia da informação para detectar as florestas a partir do monitoramento de radares. Ao mesmo tempo, precisamos criar mecanismos e realizar estudos para fortalecer a legalidade do manejo florestal”, complementou o secretário de meio ambiente, Mauro O’de Almeida.

A próxima fase é apresentar, no COFIEX, uma Carta-Consulta, elaborada entre a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) e a Secretaria de Planejamento e Administração (Seplad).

“Nessa reunião a saúde financeira do nosso Estado foi muito elogiada pelo Banco e nós apresentamos nossas necessidades. A partir de agora é traçar um perfil do Estado nessas áreas que priorizamos, e sermos mais específicos ainda, definir onde é que precisamos de financiamento dentro da área de saneamento, e assim por diante. Mas a questão do saneamento nos dá mais possibilidades de conseguir o aval do governo federal e obter o financiamento do Banco Mundial”, disse René Silva, titular da Sefa.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend