Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 24 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

‘Se confirmar um caso aqui, não é motivo pra pânico’, diz secretário de saúde do Pará

Por Dol
Publicado em 17 de março de 2020 às 05:31H

Compartilhe:
Bruno Cecim / Ag.Pará

Nesta segunda-feira (16), o governador Helder Barbalho visitou dois leitos da Unidade de Tratamento Intensivo no Hospital Abelardo Santos, no distrito de Icoaraci, pertencente a Belém.

Com um plano de contingência preparado desde janeiro para atender casos de Covid-19, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde Pública (Sespa), também montou, preventivamente, uma estrutura para internação de casos graves, se houver necessidade.

“É bom dizer que até esta data não temos nenhum caso confirmado de coronavírus no Pará. Mas caso haja, e com nível de gravidade que precise de internação, nós temos hoje dois leitos de UTI no Estado que estarão bloqueados para atendimento isolado do Coronavírus. Estes dois aqui no Abelardo. E ainda temos outro leito a nossa disposição no Hospital Barros Barreto”, ressaltou o governador.

Além desses três leitos, Helder Barbalho disse ainda que o Estado tem à disposição uma estrutura com 23 leitos de UTI. Ele recebeu a confirmação do Ministério da Saúde de que podem ser ofertados ao Estado mais 20 lotes de equipamentos para montagem de mais leitos de UTI, se necessário. Além disso, o plano de contingência do Estado está preparado desde janeiro.

DECRETO

Paralelamente a isso, o governo atua para evitar que a pandemia se alastre pelo Estado. Por isso, o governador assinou hoje (16) um decreto estadual que reforça a importância de adotar medidas, no âmbito da administração pública, que obedeçam às normas do Ministério da Saúde e da OMS (Organização Mundial de Saúde). 

Entre as novas medidas que serão publicadas em edição extraordinária do Diário Oficial do Estado, estão a restrição de viagens de servidores para outros estados e países; servidores com mais de 60 anos apresentando sintomas devem ser liberados dos serviços nos órgãos para o trabalho em regime de home office, assim como grupos de risco com maior vulnerabilidade, além da restrição de eventos com mais de 500 pessoas.

Helder Barbalho informou que estão sendo feitos testes diários no Laboratório Central de Saúde Pública do Estado (Lacen), com apoio do Instituto Evandro Chagas (IEC). O governador ressaltou a responsabilidade de todos para reduzir o risco de contaminação de Coronavírus no Pará. “Queremos tranquilizar a população, tomar as precauções e fazer também com que a vida das pessoas possa prosseguir”, acrescentou o governador. 

Até esta segunda feira (16), a Sespa confirmou que existem 41 casos suspeitos, 25 casos descartados e 16 em investigação. A estatística é atualizada diariamente, em boletim divulgado no site da Secretaria.

CUIDADOS

O titular da Sespa, Alberto Beltrame, orienta à população que continue adotando as recomendações de evitar aglomeração, reforçando a higiene pessoal e a ventilação das casas. Ele também orienta pessoas que apresentam sintomas de gripe. “Aqueles que tiverem sinais mais brandos podem ficar em casa ou procurar uma Unidade Básica de Saúde. Para aqueles com sinais mais graves, este é o momento de buscar atendimento especializado em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) ou atendimento hospitalar de urgência”, enfatiza.

O secretário explica que nos casos mais graves são coletadas amostras e encaminhadas ao Lacen. A partir da próxima semana o Laboratório do Estado poderá fazer todos os exames para diagnóstico de Coronavírus atendendo todo o Pará, sem necessidade de envio ao Instituto Evandro Chagas.

“É importante dizer que o momento que se confirmar um caso aqui não é motivo pra pânico, alarde ou mudança nos planos que já definimos até aqui. Até hoje, no Brasil, a maioria dos casos é tratada em isolamento domiciliar e pode ser acompanhada por profissionais de saúde da família”, reforça Alberto Beltrame.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend