Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 24 de June de 2024
Sistema Floresta

Policiais civis do Pará cumprem mandados contra crimes cibernéticos no Maranhão

Por Floresta News
Publicado em 10 de junho de 2024 às 01:18H

Compartilhe:

Criminosos utilizavam contas falsas no WhatsApp, se passando por agentes públicos, na tentativa de conseguirem benefícios financeiros

Na manhã da última quinta-feira (6), a Polícia Civil do Pará, por meio da Diretoria Estadual de Combate a Crimes Cibernéticos (DECCC) e da Divisão de Combate a Crimes Contra Direitos Individuais Praticados por Meios Cibernéticos (DCCCDI), deflagrou a “Operação Law Enforcement – Fase IV” em Timon (MA). A ação, que contou com o apoio da Polícia Civil do Maranhão, resultou na execução de dois mandados de prisão e quatro de busca e apreensão contra indivíduos investigados por crimes de falsa identidade, associação criminosa e estelionato eletrônico.

Os criminosos utilizavam contas falsas no aplicativo WhatsApp, usurpando de forma fraudulenta a imagem e se passando por agentes públicos, na tentativa de conseguirem benefícios financeiros. As investigações revelaram que o grupo criminoso operava a partir da cidade de Timon, e que suas atividades fraudulentas se estendiam a outros Estados além do Pará, incluindo Ceará e Paraíba, e também o Distrito Federal.

A operação contou com o apoio da Delegacia Regional de Timon, Denarc Timon, Delegacia de Homicídios de Timon, Setor de Inteligência da Polícia Civil do Maranhão e Grupo de Pronto Emprego (GPE). 

De acordo com a delegada Vanessa Lee, diretora da DECCC, esta fase da operação reforça o compromisso da Polícia Civil do Pará em reprimir crimes cibernéticos, especialmente aqueles que envolvem a criação de contas falsas para obter vantagem financeira usando fraudulentamente a imagem de autoridades públicas.

“A Operação Law Enforcement IV demonstra nossa dedicação em coibir e diminuir a incidência de ações delituosas no ambiente cibernético, visando desarticular associações criminosas que atuam em todo o Brasil”, afirmou a delegada Vanessa Lee. 

“A Polícia Civil do Pará reafirma seu compromisso com a segurança cibernética e continuará a atuar de forma rigorosa contra crimes que ameaçam a integridade e os direitos dos cidadãos. Novas fases da operação poderão ser deflagradas conforme o avanço das investigações”, ressaltou o delegado-geral da Polícia Civil do Pará, Walter Resende.

(Agência Pará)

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend