Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 23 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Brasil vai eliminar desmatamento ilegal até 2030, diz Bolsonaro

Por SBT News
Publicado em 22 de abril de 2021 às 15:06H

Compartilhe:

Em discurso na Cúpula do Clima, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o país está comprometido com ações de enfrentamento ao aquecimento global e que trabalhará em conjunto com outras nações em ações relacionadas ao meio ambiente. O presidente reiterou o que havia dito em carta endereçada ao presidente norte-americana, Joe Biden, de que pretende eliminar o desmatamento ilegal até 2030 e que o país alcançará a neutralidade ambiental até 2050, o que signifca que todas as emissões de dióxido de carbono serão compensadas.

Bolsonaro alegou que o Brasil é um exemplo de sustentabilidade na agricultura e na geração de energia. “Produzimos mais, utilizando menos recursos, o que faz da nossa agriculturas uma das mais sustentáveis do planeta”, disse. 

Logo no começo do discurso, Bolsonaro afirmou que “o Brasil está na vanguarda no combate ao aquecimento global” e que o país possui pouca contribuição na emissão de gases poluentes, mencionando que o grande causador do efeito estufa está na queima dos combustíveis fósseis.

Bolsonaro disse que fortaleceu os a atuação dos órgãos ambientais do governo federal com mais investimentos na área. “Apesar das limitações orçamentárias do Governo, determinei o fortalecimento dos órgãos ambientais, duplicando os recursos destinados às ações de fiscalização.”

A fala contraria críticas de entidades do Meio Ambiente que afirmam que a atual gestão do Ministério do Meio Ambiente tem enfraquecido ações de fiscalização. 

O presidente também frisou a importância de cooperação com outros países e do setor privado na preservação ambiental. “Diante da magnitude dos obstáculos, inclusive financeiros, é fundamental poder contar com a contribuição de países, empresas, entidade e pessoas dispostas a atuar de maneira imediata, real e construtiva na solução desses problemas”, afirmou. 

No entanto, ele sinalizou a importância de uma compensação financeira por ações de preservação adotadas no Brasil. “Da mesma forma, é preciso haver justa remuneração pelos serviços ambientais prestados por nossos biomas ao planeta, como forma de reconhecer o caráter econômico das atividades de conservação.”

Bolsonaro sustentou que o território da Amazônia está 84% preservado e de que a região possui um baixo índice de desenvolvimento humano é que é preciso melhorar a vida dos mais de 23 milhões de habitantes dessa localidade.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend