Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 28 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Prefeitos do Pará apresentam suas demandas em Brasília

Por Dol
Publicado em 07 de abril de 2019 às 09:11H

Compartilhe:

Problemas de infraestrutura, saúde, educação e segurança pública encontrados no Pará serão as pautas principais debatidas por prefeitos, demais autoridades e o governador do Pará, Helder Barbalho, durante a XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que acontecerá nesta semana, entre os dias 8 e 11, em Brasília. O governador participará na programação do evento no dia 10, que contará com a presença de 104 prefeitos paraenses de todas as regiões do Estado.

O encontro tem dois momentos. O primeiro ocorreu na última terça-feira (2), primeiramente entre prefeitos, prefeitas, associações e consórcios regionais que se reuniram no auditório do Senai Marabá dentro da programação do Governo do Estado “Governo Por Todo o Pará”.

A abertura da programação aconteceu na noite do dia 2, no Centro de Convenções de Marabá, e contou com a presença de autoridades da região e da população, onde foram entregues diversos equipamentos para as prefeituras da região e também foram oficializados atos para garantir mais saúde, infraestrutura, segurança, habitação e desenvolvimento para toda a região.

Nélio Aguiar, presidente da Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará (Famep) foi convidado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) para coordenar a mesa que irá debater as transferências de recursos federais aos municípios durante a marcha dos prefeitos, um dos maiores eventos políticos do país.

“É uma honra um prefeito do Pará fazer esse trabalho. A união por um Brasil melhor é o tema central desta edição e deve orientar as discussões entre autoridades e mais de sete mil gestores locais de todas as regiões do país”, destaca Aguiar.

Segundo ele, um municipalismo forte significa o crescimento de uma determinada localidade em todas as suas dimensões, inclusive a econômico social, aliada à qualidade de vida do cidadão, “aprimorando a oferta de serviços essenciais como saúde, educação, segurança, infraestrutura, habitação, lazer e apoio a qualificação de mão de obra, além de impulsionar a geração de emprego e renda, provocando a autoestima do cidadão.

“E todo esse processo tem como protagonista o município, ou melhor, a gestão municipal. Todo este processo integrado a boa representação política são as bases de um Estado desenvolvido. Por este motivo que a Famep, junto com as associações e consórcios regionais, realizou um trabalho conjunto e elaborou a Pauta Municipalista 2019, que será entregue aos representantes do governo federal e estadual, em Brasília”, destaca.

COMPROMISSO

Prefeito de Piçarra, vice-presidente da Famep e presidente da Associação dos Municípios do Araguaia Tocantins e Carajás (Amat Carajás), que congrega 38 municípios numa das regiões mais importantes do Estado, Wagne Machado esteve presente no ato e reforçou o compromisso da federação e da associação com o municipalismo e com o desenvolvimento do Estado, o que foi reforçado pelo governador Helder Barbalho.

“As federações e associações de municípios desenvolvem uma parceria importante com o poder público, reforçando a integração na construção e uma agenda conjunta, como é o caso da Amat Carajás, que reúne os municípios das regiões Sul e Sudeste do Estado. Assim podemos continuar garantindo ações que gerem melhor qualidade de vida para a população”, afirma Machado.

DEMANDASAs demandas serão apresentadas em Brasília na XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios durante reunião com a bancada de senadores e deputados federais. 

O Consórcio de Desenvolvimento Socioeconômico Intermunicipal (Codesei), que representa os municípios da região do Baixo Tocantins destacará a necessidade de requalificação e reaparelhamento do Hospital Regional de Cametá, para que ele atenda realmente
as necessidades da região. 

Já a Amat Carajás destacará entre suas prioridades a recuperação de trechos nas PA’s 459 e PA 461, entre Brejo Grande do Araguaia e Palestina do Pará, refinanciamento do Iasep e Igeprev.

A educação e a assistência social serão uma das áreas para as quais a Associação dos Municípios das Rodovias Transamazônica Santarém/Cuiabá e Região Oeste do Pará (Amut) vai tentar atrair apoio. Merenda e transporte escolar, ampliação do ensino médio e implantação de Creas na região também estão entre as demandas da Associação.

Já o Consórcio Integrado de Municípios Paraenses (Coimp) vai dialogar com parlamentares sobre a necessidade de ações de infraestrutura urbana, habitação, entre outras necessidades dos municípios.

ENTIDADES PARTICIPANTESAssociações e consórcios regionais que participarão da XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios

Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó (Amam)

Associação dos Municípios do Araguaia, Tocantins e Carajás (Amat Carajás)

Associação dos Municípios da Calha Norte (Amucan)

Associação dos Municípios do Nordeste Paraense (Amunep)

Associação dos Municípios das Rodovias Transamazônica Santarém-Cuiabá e Região Oeste do Pará (Amut)

Consórcio de Desenvolvimento Sócio-econômico Intermunicipal (Codesei)

Consórcio Integrado de Municípios Paraenses (Coimp)

 (Luiz Flávio/Diário do Pará)

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend