Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 26 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Isolamento social no Pará chega a quase 60%

Por Dol
Publicado em 12 de abril de 2020 às 16:33H

Compartilhe:
A Polícia Militar do Pará está nas ruas para coibir aglomerações | Josuelton Chagas / Segu

Com um índice de isolamento correspondente a 59,12%, o Pará esteve na sexta-feira (10) no 8º lugar no ranking de isolamento social no Brasil, ficando atrás do Piauí (61,60%), Rio Grande do Sul (61,10%), Distrito Federal (60,80%), Amapá (60,60%), Goiás (60,60%), Maranhão (60,24%) e Minas Gerais (59,24%). 

Os dados foram divulgados na tarde deste sábado (11), pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac). É a segunda melhor média estadual desde o início do monitoramento, perdendo apenas para o dia 5 (domingo), quando a taxa alcançou 64,60%.

A Polícia Militar do Pará está nas ruas para coibir aglomerações, outro importante é a taxa do município de Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém. 

O software que monitora o índice de pessoas fora de suas residências está sendo utilizado nacionalmente, e não possui acesso a informações pessoais dos usuários dos telefones. As informações obtidas direcionam também a atuação das polícias, com ações de orientação e ostensividade para que todos fiquem em casa.

De acordo com o levantamento, os cinco melhores índices de isolamento onde as pessoas passaram mais tempo em casa respeitando a quarentena, estão nos municípios de Afuá (70,7%), no Marajó; Tracuateua (71,4%), Bragança (73,9%) e Quatipuru (74,4%), os três na região nordeste, e Chaves (76,5%), também no Marajó.

Os piores índices de isolamento estão nos municípios de São Geraldo do Araguaia (47,2%), no sudeste; Medicilândia (47,9%), no oeste; Ourilândia do Norte (47,9%), Eldorado do Carajás (49,5%) e Palestina do Pará (49,6%), os três últimos no sudeste paraense.

Descentralização

Os municípios de Marabá (no sudeste) e Santarém (no oeste) abrigarão hospitais de campanha para receber pacientes contaminados pela Covid-19. Nos dois municípios, a taxa de isolamento ficou, na sexta-feira (10), com 57,2% e 58,3%, respectivamente. 

Belém e Ananindeua – Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de concentração em casa na sexta-feira foram: Castanheira (77,3%), Una (76,6%), Maracangalha (75,8%), Souza (74,50%) e Cabanagem (73,2%).

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend