Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 22 de January de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Pará atinge 23ª colocação em ranking nacional de isolamento nesta terça-feira, 14

Por G1
Publicado em 15 de julho de 2020 às 16:07H

Compartilhe:
Pará atinge 23ª colocação em ranking nacional de isolamento nesta segunda, 13 — Foto: Marco Santos/Agência Pará

O Pará ocupou a 24ª posição no ranking nacional de isolamento na última segunda-feira (13). De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup), 38,73% da população seguiu a recomendação para ficar em casa, como forma de combate a pandemia de Covid-19. Segundo o último boletim da Secretaria de Saúde do Pará (Sespa), o estado possui 130.834 e 5.337.

De acordo com o secretário de segurança pública, Uálame Machado, apesar de algumas atividades no estado já estarem liberadas, é necessário que todos usem máscara e mantenham o distanciamento social. Ele também reforça que esses protocolos devem ser seguidos de forma rígida, porque são os únicos que realmente conseguem prevenir a doença.

“Ainda há leis que proíbem aglomerações e as pessoas têm feito aglomerações dentro de suas casas e infelizmente não podemos fiscalizar a todos 24 horas por dia, então apelamos para o bom senso de cada um”, ressaltou o titular da Segup, delegado Ualame Machado.

Municípios

De acordo com o levantamento da Segup, as cidades paraenses que tiveram os melhores índices de isolamento foram Gurupá (59%), Chaves (56,6%) e Limoeiro do Ajuru (56,4%). Já os municípios que tiveram o maior registro de desobediência à recomendação foram Curuá (27,6%), Nova Esperança do Piriá (30,8%) e Salinópolis (31,8%).

Em Belém, capital do estado, o índice de isolamento foi de 40,4%. Os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram Farol (57,6%), Val-De-Cães (54,8%) e Vila (51,5%). Já as piores taxas ficaram com Curió-Utinga (10,0%), Águas Lindas (23,8%) e Maracacuera (23,4%).

Em Ananindeua, na região metropolitana, a média de isolamento social foi de 39%. Os melhores índices foram registrados nos bairros Icuí (51,1%), Centro (47,8%) e Júlia Seffer (47,6%). Já as piores foram observados em Curuçambá (25,0%), Guanabara (30,4%) e Heliolândia (32,5%).

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend