Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 30 de July de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Pará segue entre os 15 piores estados em distanciamento social

Por ORM
Publicado em 17 de junho de 2020 às 12:10H

Compartilhe:
O secretário Ualame Machado reforça que o distanciamento social ainda é necessário. Ao sair às ruas, para quem realmente tem necessidade, é obrigatório o uso de máscara (Ivan Duarte / O Liberal)

O Pará ocupou, nesta terça-feira (16), a 11ª pior posição do ranking nacional de distanciamento social temporário. Esse levantamento é feito, diariamente, pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), com base em dados locais, do Ministério da Saúde e da base de dados da plataforma Inloco. Foi a segunda pior marca para uma terça-feira desde o início da série histórica de análises, em abril, como observou o Belém Trânsito. Isso segue colocando o estado entre os 15 estados com menor adesão à principal forma de prevenção ao coronavírus sars-cov-2, causador da pandemia de covid-19

Na ordem direta, o Pará ocupou a 17ª posição do ranking nacional. O índice registrado foi de 38,65% da população paraense em casa, saindo apenas em extrema necessidade. Pelas recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), o recomendável é que seja 70%. Só com esse índice é possível restringir a circulação do coronavírus, achatando a quantidade de casos e, consequentemente, de mortes por covid-19. Em relação às capitais, Belém ficou na 20ª posição, a sétima pior, com 39,48% da população em casa.

O titular da Segup, Ualame Machado, garante que os órgãos da segurança pública prosseguem com o monitoramento e as ações para garantir o cumprimento do decreto estadual, que permitiu a flexibilização das medidas de combate à pandemia no Estado. Ele lembra que o início do monitoramento do distanciamento social foi no final do mês de março. Após o período de restrições mais rigorosas e do lockdown, houve uma queda das taxas em Belém, a exemplo do que aconteceu em todo o país.

“O Pará também vem vivenciando esse processo de queda de isolamento e reforçamos o apelo à população, lembrando sempre que o fim do lockdown não significa o fim da necessidade do distanciamento social’’, alertou o secretário.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend