Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 28 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Menos de 50% da população prioritária foi vacinada contra a gripe no Pará

Por ORM
Publicado em 01 de junho de 2020 às 23:47H

Compartilhe:
Doenças como tuberculose e poliomielite podem levar a óbito se não houver vacinação adequada (Oswaldo Forte / O Liberal)

No Pará, 1.164.298 pessoas já foram imunizadas durante a 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza (gripe), que começou dia 23 de março e foi estendida até 30 de junho, de acordo com o  cronograma estabelecido pelo Ministério da Saúde (MS). Esse número representa 43% da meta de 2.692.687 pessoas de grupos prioritários. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa).

“A Sespa informa também que, nesta fase atual, os grupos prioritários são crianças de seis meses a menores de 06 anos, gestantes, puérperas, indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medida socioeducativa, população privada de liberdade, funcionários do sistema penal e adultos de 55 a 59 anos de idade. A Secretaria informa, ainda, que o Pará já atingiu a meta de cobertura vacinal de idosos (109%) e do grupo de trabalhadores da saúde (98%)”, destacou, em nota.

Em Belém, até às 15h desta segunda (01), 348.869 pessoas dos grupos prioritários já foram imunizadas, o que corresponde a 80,4% da meta de 433.798. De acordo com a coordenadora do Programa Municipal de Imunizações da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Nazaré Athayde, ainda é muito baixa a procura dos grupos da terceira e quarta fase da campanha, especialmente de pais que levem crianças de seis meses a menores de seis anos.  

Da meta de 112.767 crianças de seis meses a menores de seis anos, 25.989 receberam a vacina. Entre gestantes, a meta é 14.438, mas apenas 3.573 foram vacinadas. A meta de mães no pós-parto até 45 dias (puérperas) é de 2.373 ante 957 já vacinadas. No grupo de adultos de 55 a 59 anos, 21.718 já tomaram a vacina, sendo que a meta é 55.377. E 4.088 professores das escolas públicas e privadas estão vacinados ante a meta de 11.716. Há, ainda, a demanda espontânea de pessoas com deficiência, com 1.597 já imunizadas; e de indígenas, com 175.

“Estamos com algumas estratégias. Além das das unidades de saúde e salas de vacina, das 8h às 17h, de segunda a sexta, temos um posto na DiCasa, no Entroncamento, que começa nesta quarta (03), 9h às 14h. E estamos esperando começar com o sistema drive-thru. Informaremos a data e local em breve”, adiantou Nazaré.

Ela reforçou que a vacinação contra o sarampo também continua. “Pessoas de 20 a 49 anos podem se vacinar, independentemente de quantas vezes já se vacinou. Os pais que vão levar as crianças para vacinar contra a gripe, podem aproveitar”, recomendou.

O Ministério da Saúde anunciou, na sexta-feira (29), a prorrogação da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe para até 30 de junho, em todo o país. A terceira e última fase teve início no dia 11 de maio, com prioridade aos grupos formados por pessoas com deficiência, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, professores e pessoas de 55 a 59 anos de idade.

A meta é vacinar 90% dos grupos prioritários, porém, até o momento, segundo o MS foram vacinadas apenas 25,7% de 36,1 milhões de pessoas estimadas nesta terceira fase. Desde o início da ação nacional, em 23 de março, 50 milhões de pessoas foram vacinadas, faltando ainda 28,3 milhões que ainda não receberam a vacina. 

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend