Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 16 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Pará terá reforço em kits de testes para diagnósticos do coronavírus

Por ORM
Publicado em 03 de março de 2020 às 09:52H

Compartilhe:
Ministério da Saúde quer intensificar vigilância. Pará já é estado de referência em testagem (Júlio Gomes – AE)

O Pará está entre os primeiros estados brasileiros que passarão a ampliar a realização de testes específicos para diagnósticos do coronavírus. É o que confirmou nesta segunda-feira (2) o Ministério da Saúde, durante o anúncio de medidas para ampliar a capacidade laboratorial de diagnóstico do coronavírus em todo o território nacional. A distribuição dos testes começa nesta quarta (4).

Nas próximas semanas, serão distribuídos 30 mil kits para teste diagnóstico (protocolo de Berlim) específico para o COVID-19. Depois, gradativamente, serão ampliados para todos os 27 Laboratórios Centrais de Saúde Pública (LACENs) do Brasil. A confirmação foi feita pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante coletiva de imprensa, em Brasília (DF), para atualizar a situação do coronavírus no Brasil.

Inicialmente, serão distribuídos 10 mil kits de diagnóstico aos LACENs dos estados do Amazonas, Pará, Roraima, Bahia, Ceará, Pernambuco, Sergipe, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, contemplando todas as regiões brasileiras.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, por meio do laboratório de Biomanguinhos, iniciará a produção e distribuição dos testes nesta quarta (4). O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, destacou que a pasta vai capacitar todos os laboratórios centrais do País para aumentar a vigilância para a doença. “Esses estados serão os primeiros que passarão a realizar os testes e, dentro de 20 dias, teremos todos os laboratórios centrais do Brasil realizando o teste específico para o coronavírus. Temos que ampliar a vigilância. Estamos capacitando os estados e, desta forma, teremos mais capacidade de realizar os testes. Estamos ampliando principalmente porque estamos entrando no período de sazonalidade das doenças respiratórias”, justificou Oliveira.

Fieis usaram máscaras na missa de abertura da Campanha da Fraternidade em Belém, sábado passado
Fieis usaram máscaras na missa de abertura da Campanha da Fraternidade em Belém (Cláudio Pinheiro)

Pará já é referência

Atualmente, apenas quatro laboratórios realizam o teste para diagnóstico do coronavírus. São eles os laboratórios de referência nacional, Fiocruz, no Rio de Janeiro, Instituto Evandro Chagas (IEC), no Pará, e Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, além do Laboratório Central de Goiás, que foi capacitado para realização do exame específico para coronavírus dos brasileiros repatriados da China que ficaram na base aérea de Anápolis (GO).

A expectativa é que os laboratórios que receberem os kits já estejam preparados para iniciar o processo de diagnóstico para o coronavírus em até 20 dias. Além do teste diagnóstico do protocolo de Berlim, o laboratório de Biomaguinhos também dará início à produção de 3 mil testes do protocolo CDC, que serão utilizados apenas como contraprova.

Além disso, os profissionais desses laboratórios também serão treinados por equipes da Fiocruz e IEC, para a realização do procedimento de forma qualificada. Os treinamentos serão in loco a partir da chegada dos kits nos estados.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend